Luiz Gomes Otero
Texto porLuiz Gomes Otero

A cara da praia: o som alto astral de Vitor Kley

  • 36
    Shares

Depois de conquistar o Brasil com a música O Sol, o gaúcho Vitor Kley vem conseguindo levar a sua música com shows pelo País.

E seu disco mais recente, Adrenalizou, consolidou para o público a sua forma de cantar e compor. Por sinal, o som tem muito a ver com o litoral gaúcho e, por conta disso, com a Baixada Santista.

www.juicysantos.com.br - vitor kley
O single O Sol, que faz parte desse disco, viralizou de forma rápida. Nomes como Neymar, Gabriel Medina, Luciano Huck, Ronaldo Fenômeno, Cauã Reymond e Hugo Gloss postaram algo relacionado ao som em suas redes sociais.

E o clipe da música ultrapassou a marca dos 105 milhões de visualizações no YouTube. Também marcou presença incessante nas rádios de diferentes estilos pelo Brasil (um feito bem atípico para os dias de hoje).

www.juicysantos.com.br - vitor kley

Mais sobre Vitor Kley

Vitor compôs sua primeira canção ainda criança, quando tinha apenas 10 anos.

Antes de Adrenalizou, tinha lançado dois álbuns de forma independente: Eclipse Solar (2009), com a produção de Déio Tambasco, e Luz a Brilhar (2012), produzido por Armandinho, um dos expoentes do reggae brasileiro e seu padrinho musical. Em 2015, Vitor assinou com a gravadora Midas Music, do produtor Rick Bonadio. Que, pra quem não lembra, trabalhou com bandas como Charlie Brown Jr., Mamonas Assassinas, Titãs, Rouge, Ira! e NX Zero. Bonadio também ficou responsável pela direção artística da estreia de Vitor.

www.juicysantos.com.br - vitor kley

O recente álbum tem 14 canções, sendo cinco inéditas. Entre as já conhecidas estão O Sol, que atualmente faz parte da trilha da novela Espelho da Vida, da Rede Globo. Há, ainda, Farol, uma homenagem ao pai, e o hit Morena.

Detalhe: o vídeo para Morena foi gravado em Santos!

Entre as inéditas, destaque para a animada faixa Adrenalizou, que batiza o disco. E Bem Te Vi, parceria com a cantora Kell Smith.

O tipo de som que Vitor faz tem o violão acústico sempre em primeiro plano. As letras trazem mensagens positivas e diretas, geralmente inspiradas no seu dia a dia.

Um exemplo disso é a faixa Como se Fosse Ontem, que tem uma sonoridade parecida com O Sol no arranjo.

“O que acontece é que a vida passa/Se você não vive, ela mesmo te ultrapassa/Até de vez em quando é bom dar uma pausa/Pra lembrar que a gente existe só por uma causa”

Como o músico tem uma forte ligação com o surf no litoral do Rio Grande do Sul, o seu som pode ser facilmente assimilado por quem mora em outras regiões litorâneas, como a nossa. E apesar de ter apenas 24 anos, Vitor já desponta como um dos talentos emergentes, com todas as chances de conquistar o seu espaço na mídia.