13/05/2018 Por Veronica Lira Opinião

Os piores conselhos que você pode dar para uma mulher

Nós, mulheres, passamos pela vida recebendo os mais diversos tipos de conselhos, mensagens e advertências.

Não importa a idade, os tiros vêm de todos os lados: pessoas “bem intencionadas”, filmes, televisão, redes sociais, revistas, livros… Aposto que você já ouviu alguma dessas frases.

www.juicysantos.com.br - mulher envergonhada

Aos 20 anos

“Seja independente, mas não muito, porque independência espanta os homens e homem nenhum vai querer ficar com você”.

“Seja livre, mas cuidado com o que os outros vão falar. Liberdade demais dá a impressão de que você não tem compromisso com nada”.

“Seja ambiciosa, lute para chegar ao topo, mas por favor, não exagere, porque mulheres ambiciosas demais são um perigo, assustam os homens e esquecem da vida pessoal”.

“Seja magra, mas não demais, porque os homens não gostam de ossos, é preciso “ter onde pegar”.

“Seja gostosa, mas tenha curvas nos lugares certos… Cuidado para não ultrapassar seu peso ideal, porque os homens também não gostam de gordas”.

“Cuidado com o que você come, escolha bem os alimentos, mas não exagere, porque já existem estudos mostrando que quem lê os rótulos do que compra no supermercado está doente psicologicamente”.

“Evite o consumismo, mas procure andar sempre na moda, ter roupas e acessórios de qualidade! Nem que pra isso você precise se endividar! O que as pessoas vão pensar se você repetir roupa naquela festa?”

“Se você for abusada sexualmente, denuncie sempre! Mas evite roupas ousadas, evite beber e se divertir até tarde da noite, evite aceitar convites que você depois não vai ter como recusar… seja esperta! Senão, como vão acreditar em você?”

“Seja livre no sexo, não reprima seus desejos… Engravidou sem querer? A culpa é sempre sua, que não se cuidou… nem pense em tirar essa criança, agora você precisa reparar esse grande erro sendo uma mãe exemplar, uma “guerreira” que cria o filho sozinha, mesmo que o pai nunca apareça, ou nunca assuma”.

“Seja sempre sexy, mas nunca vulgar! Mesmo que os parâmetros de vulgaridade mudem o tempo todo e sejam altamente subjetivos, dependendo da cultura e do contexto, aprenda a percebê-los e a se adaptar a eles!”

Aos 30 anos

“Tenha filhos! Seu tempo fértil está acabando! Mulher sem filhos é incompleta. Mas tenha dois, porque um só não é bom, será mimado e sofrerá de solidão. O ideal é ter um casal, mas se forem dois meninos ou duas meninas, nem pense em ter o terceiro para desempatar, é loucura!”

“Está grávida? Cuide-se! Tudo o que você pensa e sente o bebê também sente! Evite as preocupações, procure ter uma gestação tranquila, meditar, tomar sol e ar puro! Mas cuidado com as doenças, já que você não pode se vacinar! Já fez aquele exame que detecta a má formação do feto? Já se decidiu entre cesariana e parto normal? E a ultrassom, tá em dia? Peso correto? Alimentação correta? Não deixe pra última hora!”

“Nada de culpa, leve a maternidade com leveza, sem rigidez, mas lembre-se de que tudo o que você fizer (ou não fizer) pelo seu filho na infância marcará a vida dele para sempre!”

“Seja uma boa mãe, dedicada, presente, amorosa, mas não viva, nem pause a sua vida pelos filhos, seja independente, tenha vida própria! Sua carreira tem que estar sempre em primeiro lugar!”

“Seja profissional de sucesso, mas nunca esqueça dos filhos! Eles precisam de você mais do que qualquer outro membro da família! Se você prioriza a carreira, vai estragar o emocional dos seus filhos, que se sentirão abandonados!”

“Seja sensível como toda mulher de verdade, mas nunca, nunca chore em público, especialmente no trabalho, senão será mal vista… chorar em ocasiões especiais e na apresentação da escola dos filhos está permitido, claro, mas não exagere, porque mãe coruja demais é muito chato!”

“Você tem que se arrumar e ficar bonita pra você, só pra você, mas se o marido ou namorado não gostar de um determinado tipo de cabelo, de maquiagem, de roupa, o que custa mudar, por causa dele? Não seja radical!”

“Faça comidas caseiras, evite a todo custo os industrializados, cuide da casa com um toque sempre pessoal, mas ao mesmo tempo, tenha tempo pra tudo, especialmente para a academia!”

Aos 40 ou mais

“Elogie os cabelos grisalhos das outras mulheres, mas nem pense em cultivar seus próprios fios brancos! Cabelo branco denota desleixo e obviamente, a maioria dos homens não gosta! Se sua amiga fica bem com eles, problema dela!”

“Aceite com serenidade a passagem do tempo, sem reclamar, mas tenha sempre uma aparência de 30 anos ou menos! Vale tudo o que a ciência e a cosmetologia já inventaram para não parecer uma senhora. Mas cuidado! Certas roupas, expressões, cabelos e atitudes já não são mais adequados para sua idade!”

“Você não deve se anular, deve dizer o que pensa, mas use sempre um tom de voz adequado na hora da discussão, seja sempre gentil, delicada… lute pelo que quer, mas sempre com um belo sorriso no rosto!”

www.juicysantos.com.br - breathe neon

Para todas as idades

Meus aplausos às que já se rebelaram contra essas vozes dissonantes e minha solidariedade às que ainda se deixam aprisionar, pelos mais diversos motivos.

Nossa luta pela sanidade é diária.

E você, qual o pior conselho que você já recebeu sendo mulher?

Share Button