Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Doação de sangue em Santos

Você já doou sangue? Se a sua resposta for não e a justificativa for:

a) Não sei como funciona a doação de sangue;
b) Tenho medo de passar mal;
c) Ninguém que eu conheço precisou de sangue até o momento,

Então continue a ler, por favor.

(Pode continuar de qualquer forma!).

Doar sangue é um ato super rápido e que pode mudar vidas.

Todo mundo está cansado de saber disso, né?

Talvez não. Vamos direto ao que interessa.

20160511_121910_HDR

Como doar sangue em Santos?

Para doar, é preciso ter no mínimo 16 anos – com autorização dos pais – e, no máximo, 67 anos. Além disso, é necessário ter peso superior a 50 quilos e não estar fazendo uso de medicamentos, estar gripado ou resfriado ou ainda ser portador das seguintes doenças: hepatite, diabetes, doenças do coração, rins, sangue ou infecciosas.

Se estiver tudo certo até aí, basta ir a um dos bancos de sangue da cidade com documento em mãos. Atenção: não é permitido doar em jejum!

O processo para a doação é: fazer o cadastro, passar por uma entrevista rápida com um biomédico (inclui exame de anemia e aferir a pressão) e ir para a etapa final.

Dá uma olhada no banco de sangue mais próximo de você:

Santa Casa de Misericórdia
Onde: Av. Dr Cláudio Luiz da Costa, 50, Jabaquara
Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas e aos sábados, das 7 às 11 horas

Hemonúcleo de Santos (Hospital Guilherme Álvaro)
Onde: Rua Osvaldo Cruz, 197, Boqueirão
Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 7 às 17 horas

Hospital Beneficência Portuguesa
Onde: Av. Bernardino de Campos, 47, Vila Belmiro
Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 7 ao meio-dia

Hospital Ana Costa
Onde: Rua Amazonas, 143, Campo Grande
Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 8 às 14 horas

Hospital Casa de Saúde
Onde: Rua Armando Sales de Oliveira, 138
Funcionamento: De segunda a sexta-feira, das 7 às 14 horas e aos sábados,  das 7 às 11 horas

Medo de passar mal

Eu também tinha. Mas não precisa se preocupar, porque o nosso corpo tem aproximadamente 5 litros de sangue e a doação é de 400 ou 450 ml.

Em 24 horas, o organismo já repôs o plasma e, em quatro semanas, já está tudo ok com os glóbulos vermelhos.

Durante toda a coleta, que demora de 15 a 45 minutos (quando doei, foram só 12 minutos e eu não senti nada), as enfermeiras ficam atentas a todos os doadores, para o caso de alguém passar mal.

Você ainda fica em observação por cerca de 10 minutos e recebe um lanchinho reforçado antes de ir embora.

20160511_123651_HDR

Quem trabalha e for se atrasar, pode pedir atestado.

A CLT permite que o trabalhador justifique sua ausência para doação de sangue uma vez a cada 12 meses.

Outro benefício é a isenção de pagamento de taxa de inscrição em concurso público da administração direta, indireta e fundacional do Distrito Federal e da Câmara Legislativa! Mas nesse caso é preciso comprovar três doações no período de 1 ano.

Se tudo isso ainda não te convenceu, lembre-se que o sangue de 1 doador pode salvar até 4 vidas.

Nossos bancos de sangue estão sempre precisando de estoque – e essa necessidade aumenta em períodos como férias, véspera de feriado e temporada de verão.