Ludmilla Rossi
Texto porLudmilla Rossi
37 anos - Santos

Os shoppings santistas e a negligência com os ciclistas

Ando pra cima e para baixo de bicicleta. Tenho carro e não dirijo, por pura opção. Não existe nada mais libertador do que ultrapassar carros engarrafados e poucas coisas são mais entusiasmantes que o vento batendo no rosto antes de um dia de trabalho. Santos não só permite como convida para que isso aconteça. Ou não.

Aproveito também a bicicleta aos finais de semana e desde 2013 ela virou prioridade. O que eu fazia a pé, de táxi ou carona, hoje prefiro fazer de bicicleta. Mesmo  com todo o calor e impecilhos santistas. A cidade tem ciclovias espalhadas, mas lhe falta algo importante: o aculturamento.

Não é novidade que os santistas gostam de status. Temos por vezes uma mentalidade de cidade interiorana e não de  uma cidade praiana onde devaríamos aproveitar o fato. Como toda cidade onde todos se conhecem, vizinhos comentam sobre o novo carro do morador do andar de cima. É natural, afinal. O sucesso pessoal/profissional é medido pelo que se pode ostentar e não pela liberdade. Vamos combinar: isso é muito bem representado pelos carros e muito bem aceito pelos santistas.

É normal pegar o carro para se locomover menos de 1 quilômetro. Juro que isso não entra na minha cabeça!

Esses carros circulam por aí e tem como destino frequente os shoppings santistas. Que estão sempre lotados aos finais de semana em seus estacionamentos.

Outro dia, devido a superlotação já conhecida resolvi ir de bike ao shopping Praiamar. E não havia um bicicletário acessível aos clientes do shopping. Vi uma porção de bicicletas presas nos postes. E um detalhe: há um estacionamento só para motos onde bicicletas NÃO podem entrar (!).

Fiquei curiosa e queria entender se o problema acontece só no Praiamar, mas não! Ele é recorrente. Ligamos para uma porção de shoppings e centros comerciais de Santos e região. A ausência do bicicletário é impressionante.

Cada vez mais vejo que o empresariado local deveria entender o quanto eles contribuiriam para a cidade se instalassem bicicletários em seus estabelecimentos.

bicicletarios-em-shoppings

A boa notícia é que alguns ESTABELECIMENTOS se salvam, entre eles o Super Centro Boqueirão. Sim, eles instalaram um bicicletário por lá e me senti muito feliz como cliente assídua do local. No canto direito da rua Osvaldo Cruz os clientes do Super Centro podem parar suas bikes. Depois dessa, priorizarei o local com mais frequência  só pela mentalidade adequada a topografia de Santos (e a uma cidade menos engarrafada, by the way).

Outro shopping que traz um bicicletário é o Shopping Pátio Iporanga. O local para parar a bike fica dentro do estacionamento, ou seja, bem seguro. É outro ponto que merece ser priorizado na hora das compras (e com uma ciclovia bem em frente).

Shoppings santistas que estão devendo um bicicletário

  • Shopping Miramar
  • Shopping Parque Balneário
  • Shopping Praiamar
  • Galeria A.D Moreira

Se você já teve experiências do gênero compartilha com a gente aí nos comentários!

E se você conhece locais em Santos que oferecem infra para ciclistas, marca aí nos comentários também. 🙂