Flávia Saad
Texto porFlávia Saad
37 anos - Santos (SP)

Morar em Santos: Sandra e um amor de verão

  • 7
    Shares

E se o seu amor de adolescência voltasse para a sua vida depois de 30 anos?

Foi o que aconteceu com Sandra Feijó, leitora do Juicy Santos que compartilha sua história hoje aqui no site de como ela veio morar em Santos após um reencontro inesquecível. Ela retomou não só o amor pelo parceiro, mas também pela cidade.

Em dezembro do ano passado, ela se reencontrou com um antigo namorado. O relacionamento começou quando ele tinha 19 anos e Sandra, 16.

“Passei minha adolescência aqui. Nas férias, vinha pra Santos para a casa da minha irmã. À época, ela morava aqui. Tive um namorado aos 16 anos. Esse namoro terminou. Casei, tive filho, separei e advinha por qual motivo estou em Santos? Vim morar com aquele namorado de adolescência, 30 anos depois. Ele foi me buscar”, ri Sandra.

Ficamos implesmente encantadas com esse relato e quisemos entrevistar Sandra para nossa série de matérias sobre como é morar em Santos.

www.uicysantos.com.br - morar em santos na maturidadeSandra e o filho, Vinícius, vindos do Rio de Janeiro

Morar em Santos na maturidade

Juicy Santos: Quais foram os motivos da sua mudança?
Sandra Feijó: Bom, a razão de eu ter vindo do Rio de Janeiro para morar em Santos foi ter reencontrado o meu namorado de adolescência. Namoramos há 30 anos atrás, eu com 16 e ele, com 19 anos. Nos reconectamos depois de nos separarmos de nossos primeiros casamentos. Vim morar aqui em dezembro de 2017.

Juicy Santos: Qual foi sua primeira impressão da cidade?
Sandra: A cidade em si eu já conhecia. Mas minha primeira impressão atual foi de como melhoraram as opções gastronômicas por aqui.

Juicy Santos: O que você acredita ser a maior vantagem de morar em Santos?
Sandra: A maior vantagem daqui pra mim, é de conseguir fazer tudo a pé. Sou psicóloga e vou de casa ao consultório sem precisar usar o carro.

Juicy Santos: De que forma aconteceu seu processo de mudança? Buscar apartamento, escolher o bairro, etc.
Sandra: O processo de mudança foi bem tranquilo. Pesquisamos juntos o prédio onde pretendíamos morar. Na hora de escolher o apartamento, ele me enviava fotos pra escolher. Assim, selecionamos um local juntos.

www.juicysantos.com.br - morar em santos depois da maturidadeSandra em um dos seus lugares favoritos na cidade, o topo do Monte Serrat

Do Rio para Santos

Juicy Santos: Teve alguma mudança significativa no seu estilo de vida quando optou por morar em Santos?
Sandra: A maior  foi de praticamente não tirar mais o carro da garagem. No Rio de Janeiro, saía de uma garagem a outra para ir trabalhar.

Juicy Santos: O que você mais gosta em se tratando de viver em Santos?
Sandra: O que mais me encanta são as tradições gastronômicas santistas. O pãozinho de cará, a cebola com azeite que servem nas entradas, a meca santista e a que descobri mais recentemente: a paçoca que passa apitando na bicicleta nas ruas de Santos.

Juicy Santos: Quais problemas você enxerga em morar em Santos?
Sandra: O que me decepciona é ver como a cidade está com tantos moradores vivendo nas ruas. Então acho importante olhar para esse problema social para que ele não se agrave.

Juicy Santos: Para você, qual a maior descoberta que fez sobre a cidade que não sabia antes de viver aqui?
Sandra: A maior descoberta foi a gastronomia. Tirando o pão de cará, que já conhecia da primeira vez, as demais fiz recentemente.

Juicy Santos: Qual seu lugar favorito em Santos?
Sandra: O lugar que mais gosto aqui é a ciclovia. E acho um barato ela interligar vários pontos da cidade e ser usada para locomoção diária por várias pessoas, não apenas para o lazer. Além disso, amo andar de bicicleta e, como uma boa carioca, já a utilizei para lazer por várias vezes desde que vim morar aqui.

Você veio morar em Santos de outro lugar do país ou do mundo? Então faça como a Karina, a Aline, a Natasha e a Sandra e conte a sua história pra gente entrando em contato pelo e-mail [email protected]