Luiz Gomes Otero
Texto porLuiz Gomes Otero

Rolling Stones e um tesouro musical redescoberto

Mais de 40 gravações raras dos Rolling Stones feitas entre os anos 1963 e 1966 foram remasterizadas e apresentadas em um álbum duplo.

Intitulado Demos and Outtakes, ganhou lançamento recente, para deleite dos fãs. Nesta seleção, há muitas músicas conhecidas com arranjos diferentes dos primeiros anos da banda.

Rolling Stones e um tesouro musical descoberto

As faixas mostram os Stones em seu estado mais bruto, com a primeira formação (Mick Jagger, Keith Richards, Charlie Watts, Bill Wyman e Brian Jones) tocando muitos covers de blues e rock´n roll, incluindo Come On, de Chuck Berry, que se tornou o primeiro single do grupo.

Rolling Stones e um tesouro musical descoberto

Clássicos dos Rolling Stones como você nunca ouviu

A bela Time is On My Side, por exemplo, tem uma introdução com órgão que acabou não entramdo na versão final. E As Tears Goes By é tocada apenas com voz e guitarra, sem o arranjo orquestral.

Há uma versão seminal de I’ve Been Loving You Too Long, hit do soulman Otis Redding, além de outras com resultado excelente como Mercy Mercy e Susie Q. O hit de Solomon Burke, Everybody Needs Somebody to Love, tem uma releitura respeitosa e honesta dos Stones, que sempre se mostraram fãs da soul music e do blues.


Dentre as menos conhecidas, o destaque vai para Sometimes Happy Sometimes Blue, e a soturna balada Each And Every Day Of The Year. Blue Turns To Grey tem um toque especial dos anos 60.

É um trabalho que qualquer fã dos Stones deveria ter em sua coleção. Se você ama os primeiros álbuns da longeva banda, então você ficará bem contente com este lançamento. Trata-se de um tesouro que permaneceu longe do alcance dos admiradores do grupo, que agora têm condição de conferir como o grupo se portava naquele período inicial nos anos 60.

Ouça algumas faixas de Outtakes, Demos and Radio Sessions