Luiz Gomes Otero
Texto porLuiz Gomes Otero

Rod Stewart regrava hits com a Royal Philarmonic Orchestra

Rod Stewart acaba de comemorar, em 2019, 50 anos como artista solo. E o lendário cantor e compositor decidiu presentear os fãs com um disco com seus maiores hits, intitulado You’re In My Heart. E ele vem acompanhado pela Royal Philarmonic Orchestra, com produção do experiente Trevor Horn.

O resultado fica acima da média. E dá a exata dimensão da importância do astro britânico como intérprete.

Ele é um dos músicos mais vendidos de todos os tempos, com mais de 250 milhões de discos em todo o mundo. Sua carreira estelar inclui nove álbuns #1 e 26 singles no top 10 do Reino Unido, 17 álbuns no top 10 e 16 dos 10 melhores singles nos EUA.

A gravadora Rhino homenageou o lendário artista britânico com um álbum que permite que os fãs ouçam os maiores sucessos de Stewart com um acompanhamento mais do que especial.

Rod e a orquestra

O disco foi concebido combinando seus vocais clássicos com novos arranjos executados pela Royal Philharmonic Orchestra. O álbum inclui novas versões orquestrais de hits como Maggie May e Reason To Believe, ao lado de seus sucessos número 1 no Reino Unido: Sailing, I don’t want to talk about it e The First Cut Is The Deepest. Além disso, uma nova versão do hit It Takes Two, com Robbie Williams e uma nova (e ótima) música, Stop Loving Her Today.

Os arranjos orquestrais conferem um ar solene para os hits, especialmente nas baladas. Mas o rock se faz presente nas releituras de Stay With Me (da época do grupo Faces) e Young Turks (do final dos anos 70).


Há que se destacar que Rod Stewart também tem investido em material autoral inédito nos últimos anos, provando que não está acomodado apenas fazendo releituras dos seus próprios hits. Neste álbum, ele acerta em cheio ao nos brindar mais uma vez com sua genialidade como intérprete.