Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Volta à rotina: 5 atitudes para a proteção de quem não pode ficar em casa

Apesar de a orientação ainda ser para ficar em casa, uma coisa é fato: nem todo mundo tem essa possibilidade. Alguns escritórios já voltaram à ativa e quem trabalha em shoppings ou comércio, por exemplo, também não está mais em quarentena.

A situação do coronavírus segue complicada.

Em outras palavras, a proteção de quem não pode ficar em casa deve ser redobrada neste momento. Se você está saindo para trabalhar de ônibus ou com o seu transporte particular, essa matéria é para você!

5 dicas para a proteção de quem não pode ficar em casa

1. Antes de sair de casa

A higienização das mãos é SEMPRE uma das principais maneiras de se proteger.

Segundo os Centros de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA, devemos lavar as mãos por, no mínimo, 20 segundos antes de sair de casa. Álcool gel 70% também faz o efeito desejado. O mesmo procedimento deve ser realizado assim que você chegar ao seu destino – antes de qualquer outra coisa.

2. No transporte público

A gente sabe que boa parte dos trabalhadores de Santos e região usam ônibus para se locomover. E não é nenhuma novidade que as linhas, principalmente intermunicipais, vivem lotadas.

juicysantos.com.br - proteção de quem não pode ficar em casa

Neste ambiente, o uso de máscara é essencial. Além disso, evite tocar o rosto com as mãos e faça o pagamento com o cartão, para não pegar no dinheiro que veio de outra pessoa. Caso seja possível, ande com álcool gel e desinfete as superfícies de alto contato.

3. Evite comer no caminho

Às vezes, a viagem da sua casa até o trabalho é longa e mega cansativa. Uma balinha, água ou salgadinho acabam sendo uma boa companhia e distração. Mas, se for possível, é melhor evitá-los. Já que, para consumi-los, precisa tirar a máscara para comer.

No entanto, se a máscara sair para comer ou beber, ter lenços desinfetantes com você pode ser útil.

4. Você está usando a máscara de maneira correta?

Uma pesquisa recente mostrou que 55% dos santistas não fazem o uso correto das máscaras.

Esse é um dos mecanismos de segurança que temos ao sair na rua, ou seja, indispensável não apenas colocar a máscara, mas usar de maneira efetiva. O que significa, entre outras coisas, evitar encostar na máscara ou no rosto após o uso e higieniza-la corretamente. Se você tem dúvidas sobre os cuidados necessários com as máscaras, clique aqui e confira como você deve usa-las.

5. Trajeto de carro de aplicativo

Para evitar aglomerações, você vai usar um carro de aplicativo?

Isso é bom, mas não significa que pode abrir mão dos cuidados.

Antes de mais nada, certifique-se de que tanto você quanto o motorista estejam protegidos pela máscara. Além disso, evite sentar próximo ao motorista e consumir balinhas, água ou outros itens. Além disso, é indicado que você próprio manuseie suas sacolas (caso tenha) e outros pertences.

Por fim, precisamos dizer que não tem problema viajar com o ar condicionado ligado. Pois não há dados conhecidos sobre a contribuição do equipamento como causador da infecção.