Texto porVictória Silva
Jornalista, 25 anos - Santos

3 novas medidas para conter a circulação do COVID-19 na Baixada Santista

Como você está se protegendo do coronavírus?

Essa é uma pergunta que precisa ser feita. E não só para as pessoas, mas para o poder público. Desde que a quarentena começou em Santos e região, reuniões do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) são feitas esporadicamente para tentar solucionar essa questão de forma metropolitana.

A mais recente aconteceu no último sábado e definiu novas medidas para conter a circulação do COVID-19 na Baixada Santista

Não está sabendo quais são? Então continua a leitura, o Juicy Santos te conta 🙂

www.juicysantos.com.br - medidas para a quarentena - mulher olha o por do sol em casa enquanto fica em quarentena do coronavírus

Medidas para conter circulação do COVID-19 na Baixada Santista

1. Estudo epidemiológico

Para começar, o órgão definiu que um estudo epidemiológico será feito na região imediatamente.

Com testagem de 10 mil pessoas, o levantamento terá o objetivo de identificar qual o nível de circulação do vírus na região. Assim como foi feito, por exemplo, no Rio Grande do Sul pela Universidade de Pelotas.

Por aqui, a pesquisa deve ter parceria com as universidades locais. A previsão é que o estudo seja concluído no próximo dia 10 de maio.

“Vamos buscar as respostas que precisamos na ciência, que é o que pode nos oferecer as melhores respostas. O objetivo é rastrear o vírus e avaliar a circulação dele na Baixada Santista para saber o nível de contaminação, pessoas que foram impactadas e as que já tiveram e estão imunes. Isso será importante para nortear e direcionar as próximas decisões de enfrentamento da doença”, afirmou o presidente do Condesb, o prefeito Paulo Alexandre Barbosa.

2. Manutenção da quarentena

A segunda medida anunciada é que a região vai respeitar o cumprimento da quarentena estabelecida pelo Governo do Estado. Ou seja, até o dia 10 de maio, o isolamento continua por aqui – com lojas, shoppings, baladas e outros estabelecimentos fechados.

Neste período, o poder público avisa que vai analisar medidas para o retorno das atividades comerciais, com restrições e cuidados.

3. Recursos adicionais

Para finalizar, será apresentada uma solicitação ao Estado para fazer a distribuição dos recursos do fundo metropolitano de forma proporcional aos municípios. Com esta medida, seriam distribuídos R$ 9 milhões conforme a quota-parte de cada cidade. Esses recursos seriam empregados nas ações de combate ao COVID-19 na Baixada Santista como um todo.

Encomende a sua máscara de tecido

Com isso, você já sabe que vai precisar continuar ficar em casa (caso isso seja possível).

E, quando precisar sair de casa, lembre-se de usar máscara e tomar todos os cuidados indicados pela Organização Mundial de Saúde.

Caso ainda não tenha sua máscara contra o coronavírus, faça sua encomenda com uma das costureiras da região que estão confeccionando 🙂