Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Chuva de granizo em Santos: como o fenômeno acontece?

Na madrugada desta terça-feira (31 de julho), moradores de cidades da Baixada Santista como, por exemplo, Santos, São Vicente, Praia Grande e Itanhaém que têm sono leve, provavelmente, acordaram por volta das 3h50. Pois neste horário foi registrada uma chuva de granizo em Santos e região. 

Com duração de algo em torno de 5 minutos, o fenômeno se tornou o assunto do dia.

Afinal, a chuva de granizo em Santos e toda a Baixada Santista é considerada uma raridade.

Como se forma

www.juicysantos.com.br - Chuva de granizo em SantosImagem: Reprodução

Também por essa razão, começou-se a questionar como e por que tivemos esse fenômeno nesta madrugada.

Bom, de acordo com o Climatempo, nuvens de granizo precisam de calor e umidade para se formar. Desta forma, temos grandes massas de ar que sobem e descem em alta velocidade em uma altura que fica entre 50 e 100 quilômetros na vertical. É assim que as gotinhas de chuva que nós conhecemos ganham esse tamanho.

Então as gotas gigantes precisam atingir algo próximo de 5 quilômetros, em que a temperatura é abaixo de zero e elas são congeladas.

Mas, a saga do granizo ainda não terminou. As pedras precisam ter um determinado tamanho para conseguir chegar ao solo, como aconteceu nesta madrugada na região. Isso porque, se forem muito pequenas, não resistem à força do ar quente e são impulsionadas para cima novamente.

+ Sabia que já tivemos um vulcão em Santos (ou quase isso)?

Chuva de granizo em Santos

Tá bom, Juicy, mas porque isso aconteceu nessa noite, já que não é comum na região?

Primeiramente, é importante saber que a Baixada Santista não foi a única a registrar chuva de granizo nesta madrugada. No Paraná, por exemplo, houve granizo em Sengés. Por lá, a chuva foi às 16h40 e danificou mais de 300 residências.

E por que isso é importante? O fenômeno que atingiu a região ocorreu por conta do deslocamento desta trovoada que aconteceu no norte do Paraná. Em resumo, o ocorrido passou pela região sul do Estado de São Paulo, no entorno de Avaré e do Vale do Ribeira.

Bonito, porém perigoso

Muitas pessoas acordaram assustadas com o barulho da chuva de granizo em Santos. Por isso, foram conferir o que estava acontecendo e aproveitaram para registrar o ocorrido.

“Eu achei lindo. Nunca tinha visto nada desse tipo, é um show da natureza!”, comenta Maria Batista, que lamenta não ter fotografado o quintal de sua casa coberto por gelo.

Aqui na Baixada Santista, dessa vez, não houve registro de ocorrência envolvendo a chuva. Mas, assim como aconteceu no Paraná, é comum que o granizo seja violento em suas aparições. Em julho de 2002, por exemplo, uma chuva deste tipo matou 15 pessoas na China.

De todo modo, se você registrou a chuva de granizo em Santos e for postar esse momento histórico, use #JuicySantos para a nossa equipe ver como foi aí no seu bairro 🙂

Seja avisado pela Defesa Civil em caso de emergências

Ah, e uma última dica da equipe do Juicy Santos: a Defesa Civil de São Paulo envia avisos por SMS quando estão previstas ocorrências climáticas perigosas na sua região.

Desde 2017, o órgão manda as mensagens gratuitamente direto para os cidadãos informações meteorológicas sobre qualquer um dos municípios do estado de São Paulo.

Solicite mandando um SMS para o número 40199. Basta enviar o CEP da sua residência ou de outros locais de interesse em qualquer período. Os usuários podem cadastrar quantos endereços quiserem, desde que faça um cadastro por SMS.