Flávia Saad
Texto porFlávia Saad
37 anos - Santos (SP)

Morar em Santos: Miriam conquistou mais tempo + qualidade de vida

Por causa do trabalho, mudar de cidade faz parte do cotidiano de Miriam Dias da Silva Vieira.

Aos 46 anos, a funcionária pública federal já passou por dois Estados e três municípios diferentes desde que assumiu o cargo de técnica em Patologia Clínica.

E foi a função que a trouxe a Santos, em uma transferência para a Capitania dos Portos. Ela e a família chegaram no início de junho, vindos da Ilha do Governador (RJ).

O que ela não imaginava era que sentiria uma conexão aqui igual a nenhuma outra antes.

Conversamos com Miriam sobre morar em Santos, como parte da nossa série de entrevistas com pessoas que vieram de fora para residir aqui pra saber qual a melhor, a pior parte e o que a encanta nessa nossa terra.

www.juicysantos.com.br - morar em santos

Morar em Santos: ter mais tempo pra fazer o que se gosta

Juicy Santos: Qual foi a sua primeira impressão de Santos?
Miriam: Minha primeira impressão foi maravilhosa. Me conectei com Santos logo que fui entrando na cidade, uma sinergia inexplicável. Já morei em dois Estados diferentes e três municípios, só para explicar que a comparação vai além do Rio de Janeiro.

Juicy Santos: Na sua opinião, qual é a maior vantagem de se viver em Santos?
Miriam: A maior vantagem de morar em Santos, pra mim, foi a mudança significativa na minha qualidade de vida. Dei adeus a todo o estresse que eu passava para chegar ao trabalho, à falta de segurança, à dificuldade em praticar uma atividade física diariamente pela falta de tempo. Agora estou em um lugar em que eu posso interagir com a natureza, o que gosto muito.

www.juicysantos.com.br - yoga na praia e morar em santos

Aqui em Santos, encontrei tudo isso. Tenho a facilidade de praticar atividades físicas diversas. Não falta lugar tranquilo. E me sinto segura. Em qualquer lugar estou perto da natureza. A cidade tem a cultura de apoiar a prática do esporte e do lazer. Consigo ver uma interação da natureza com meio urbano, isso me faz muito bem.

Mudar para Santos: como foi

Juicy Santos: Como se deu o processo de mudar para Santos?
Miriam: Não foi difícil, porque foi esse o momento que decidi que conheceria cada bairro, caminharia pelas ruas, conhecendo as particularidades de cada lugar. Andei entre os canais 1 e 7 e me apaixonei ainda mais por Santos.

Entre lojistas e moradores, conheci pessoas simpaticíssimas. Tive a felicidade de ver que ainda é uma cidade limpa e  organizada. Apesar de ser uma cidade que tem um dos portos mais movimentados do País, mantém um ar de cidade pequena, aconchegante e acolhedora.

Juicy Santos: Houve alguma alteração grande no seu estilo de vida quando veio morar em Santos?
Miriam: A maior mudança no meu estilo de vida foi o aproveitamento do meu tempo. Antes, eu levava duas horas para chegar no trabalho. E, aqui em Santos, levo vinte minutos.

Isso possibilitou que eu voltasse às atividades físicas. Voltei a correr e estou voltando para a yoga. Consigo ter tempo de caminhar pela praia com meus pets e minha saúde melhorou bastante.

Juicy Santos: O que te deixa mais encantada com a cidade?
Miriam: Sua mistura da arquitetura contemporânea com construções históricas tombadas. E também sentir a presença intensa do mar por onde passo. Se não posso ouvi-lo, sinto sua brisa.

Juicy Santos: E o que mais decepciona você em Santos?
Miriam: Não existe, porque a decepção vem do resultado de um aumento desordenado do crescimento populacional, que envolve questões sociais, políticas, culturais e, principalmente, educacionais no Brasil. Minha decepção é ver pelas ruas o aumento de moradores de rua. Agora como moradora de Santos me preocupo com o aumento de pessoas nessa situação.

www.juicysantos.com.br - morar em santos emissario submarino

Santos e as conexões

Juicy Santos: Você fez alguma descoberta curiosa aqui?
Miriam: A maior descoberta que fiz aqui foi o quanto a história dos meus antepassados estava ligado à cidade de Santos. Meu avô chegou ao Brasil através do Porto de Santos e minha mãe passou na sua infância por aqui.

Juicy Santos: O que você mais gosta de fazer em Santos?
Miriam: Eu amo andar pela orla na praia de Santos, no Emissário e gosto muito do porto. Quando cheguei em Santos, me conectei com o lugar.

Tenho uma ligação forte com o porto e o mar. Comecei a navegar em sites da prefeitura, entre outros, buscando informação sobre a cidade.

E aí descobri o Juicy Santos e me conectei fisicamente com a cidade. Descobri a yoga que eu amo, achei informações sobre corridas, conheci a Orquestra Sinfônica de Santos, o Sesc, a vida caiçara, programação de cinemas, eventos e acontecimentos culturais e beneficentes e muitas outras coisas. Por isso, Juicy Santos, quero aproveitar pra agradecer a vocês também!

Se você, assim como a Miriam, se mudou de outra cidade, estado ou país e veio morar em Santos, mande um e-mail pra gente! Queremos contar sua história!