Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Como descartar VHS e cassetes em Santos

A tecnologia não para. Em pouco mais de duas décadas, tivemos fitas VHS, os cassetes e, finalmente, os CDs, que já estão entrando para a lista de relíquias tecnológias.

Com isso, a caixa de coisas velhas embaixo da cama fica cada vez maior e, em algum momento, é preciso se livrar do estoque de coisas inúteis.

Uma leitora entrou em contato com a gente querendo saber como descartar VHS e cassetes em Santos.

vhsImagem: Vivo Verde

Nós procuramos a Secretária do Meio Ambiente e descobrimos que não há um ecoponto especifico, como existe para remédios, lixo eletrônico (mas que não aceita as benditas fitas!), pilhas, etc. Fomos informados que o descarte deve ser feito por meio da coleta seletiva – veja o dia que passa no seu bairro aqui.

Caso o seu acervo tenha clássicos, vale tentar vender no Mercado Livre ou algum site do tipo – sempre tem colecionador procurando. Outra alternativa é fazer doação a espaços como o Museu da Imagem e do Som.

Só não pode descartar junto ao lixo comum. Aquela fitinha que precisava ser rebobinada com uma caneta ou o dedo mindinho contém metais pesados como o cromo e o óxido de ferro. Quando descartados de forma errada, eles podem causar um grande impacto ambiental.