Ludmilla Rossi
Texto porLudmilla Rossi
37 anos - Santos
TAGs

San Andrés ou Curaçao?

Se você chegou até aqui, eu acredito que você está de frente à um dos dilemas mais maravilhosos do mundo: decidir se vai para San Andrés ou Curaçao. Já estive nos dois lugares (e em um deles mais de uma vez) e estou aqui para ajudar você nessa difícil escolha. Queria começar dizendo que, independente da sua escolha tenha certeza que você não vai errar.

Meu objetivo é compartilhar minha experiência real nesses dois lugares, verdadeiros paraísos cercados pelo mar do Caribe, para que com base nas suas preferências você decida para qual ir primeiro. Sim, porque eu recomendo que você vá conhecer ambos.

Batalha de paraísos: decidindo entre San Andrés ou Curaçao

San Andrés é uma ilha da Colômbia. Curaçao, apesar de muita gente ainda confundir, é um país de colonização holandesa. Só essa afirmação já ajuda a entender que os países tem panoramas culturais completamente diferentes bem como atrações e vibes distintas.

Ninguém discorda que as praias são os maiores atrativos turísticos, mas cada uma das ilhas vai oferecer experiências de praias bem diferentes. Bem como os equipamentos de turismo cultural, onde existe uma distância bem grande entre os dois países. Em termos de deslocamento, até a forma com que você se movimenta pela ilha terão grandes diferenças.

Quem tem as melhores praias?

Se você quer praias de raiz, para mergulhar livremente e “ir mais fundo” eu recomendo San Andrés. A visibilidade em lugares como West View e La Piscinita eu não encontrei em nenhum lugar em Curaçao. No entanto, as praias de Curaçao são infinitamente mais bem preparadas, equipadas e confortáveis do que as praias de San Andrés. A estrutura de turismo dos caras e o conforto oferecido para os turistas são muito mais visíveis em Curaçao do que em San Andrés.

O outro detalhe é que se eu tiver que ranquear entre as dezenas de praias das duas ilhas combinadas, eu colocaria Klein Curaçao em primeiro lugar. De longe é a praia com o mar mais azul, transparente e limpo que já vi. Em segundo lugar eu colocaria Kenepa Grandi, também em Curaçao. O motivo é o mesmo: mar azul inédito para os meus olhos.

O mar de Klein CuraçaoO absurdo do mar de Klein Curaçao – sem exagero, era tão claro que os meus olhos arderam no começo

A diferença entre uma e outra é que Klein não fica perto de Willemstad (capital de Curaçao e cidade onde os turistas se hospedam). São 2 horas de catamarã a uma velocidade razoável, o que faz da viagem em si uma aventura não recomendada para quem enjoa no mar. Já Kenepa fica em Willemstad.

Minha terceira praia favorita da vida é La Piscinita, que não é bem uma praia, mas sim uma encosta rochosa perfeita para observar a vida marinha com visibilidade 100% em aproximadamente 4 ou 5 metros para baixo. Em comparação a Klein e Kenepa ela ganha nesse quesito: a profundidade e facilidade para mergulhar.

La Piscinita vista de cimaKlein é ótima para mergulho, mas você vê menos vida marinha. Em compensação é possível ver tartarugas e até nadar com elas. Kenepa é uma experiência de mergulho inferior, mas em compensação é aquela praia estilo paraíso.

Na quarta posição de praia espetacular eu colocaria o Acuaryo, em San Andrés. Não é bem uma praia para deitar e ficar lá, mas sim uma praia para nadar, mergulhar e ver todo tipo de paleta de cor nos peixes e nas águas. Eu já estive nessa praia duas vezes em anos diferentes e repetiria esse rolê milhares de vezes.

Acuaryo em San AndrésOutra praia que ficou no quinto lugar no meu coração é Cas Abao, também em Curaçao. Essa última pelo estilo charmoso da praia, com mesa de madeira, um barzinho apetitoso e um por do sol lacrador.

Praia de Cas AbaoOu seja, das minhas top 5 praias da vida, 3 delas ficam em Curaçao e duas em San Andrés.

Top 5 praias

  1. Klein Curaçao (2h de barco de Curaçao)
  2. Kenepa Grandi (Curaçao)
  3. La Piscinita (San Andres)
  4. Acuario (San Andres)
  5. Cas Abao (Curaçao)

Em resumo, Curaçao ganha em qualidade do mar e San Andrés ganha em mergulho com snorkel.

Outras praias que amo: Johny Key, West View e San Luis (em San Andrés) e Mambo Beach e Papagayo Beach (em Curaçao).

Quem ganha em tranquilidade?

San Andrés. A ilha ainda tem ares de “viagem para o litoral norte”. Existem algumas baladinhas, mas no geral é um lugar mais tranquilo e diurno.

Quem ganha em transporte?

Em San Andrés você consegue fazer algumas coisas a pé. Para muitas delas precisará alugar um carrinho de golf. Já em Curaçao você não faz nada se não alugar um carro. É mandatório na ilha, pois o transporte público não é eficiente. Ou seja, ambas as ilhas precisam desse suporte para se locomover, mas San Andrés ainda te dá um pouco mais de autonomia a pé ou de bike.

Quem ganha em cultura?

Pela quantidade de museus e centros culturais, Curaçao oferece mais opções. Lá tive a oportunidade de visitar um lugar que achei incrível, chamado Kura Hulanda. Entre várias atrações do complexo, eles criaram um museu dedicado a história da escravidão na ilha, que foi um dos pontos mais emblemáticos do mundo na negociação de escravos. Dá o play aí embaixo pra sacar do que eu estou falando.

Além do Kura Hulanda, listei outros museus que também ficam em Curaçao. Além dos museus, Curaçao abriga uma fábrica centenária do famoso licor de Curaçao, que ficou mais conhecido pelo mundo como Curaçao Blue. Ou seja, tem história pra caramba na ilha.

Quem ganha pelo estômago?

Curaçao ganha em disparada. A comida de lá é tão única e diversificada que eu fiz um post exclusivo sobre a gastronomia em Curaçao.

A comida em San Andrés é boa também, mas em termos de variedade e opções, Curaçao é bem mais numerosa e diversa. E eu diria, até mais exótica. O melhor restaurante de San Andrés chama La Regatta e entre ele e os outros da ilha há uma certa distância de padrão.

Gastronomia em CuraçaoA sopa de banana com curry do ‘De Gouverneur’ em Curaçao: nunca esquecerei

Já Curaçao tem uma experiência gastronômica fantástica diferente por dia se você quiser.

Quem ganha nas compras?

Tecnicamente é um empate pela configuração dos locais de compras. Mas eu fiz mais achadinhos em San Andrés. Não sei se foi uma questão de sorte ou de gosto, mas achei a oferta de roupas femininas e acessórios mais interessantes lá. Curaçao tem um artesanato mais rico e interessante, mas quando falamos de produtos industrializados eu preferi San Andrés. Não sei se foi o câmbio e/ou conversão do meu cartão – achei a parte de perfumaria mais variada e barata na Colômbia.

Em San Andrés há várias La Riviera no centro da ilha, com um mix de cosméticos ótimos. Em Curaçao a loja mais famosa é a Penha e achei menor que a La Riviera.

Fiz um post sobre o melhor lado das compras em Curaçao, para ler siga este link.

Segurança

Ambas as ilhas são bastante seguras. Não vi nenhum incidente ou senti medo em nenhum dos lugares.

Comparando os preços de hotel

Ofertas em Curaçao



Booking.com

Ofertas em San Andrés


Booking.com

Que tipo de turista você é no Caribe?

Existem dois tipos extremos de turista no Caribe: aquele que quer ficar enfiado no resort mandando ver em todo tipo de álcool possível enrugando na piscina e aquele que quer curtir as praias roots enlouquecidamente. O turista de resort quase sempre escolhe outros destinos que não são Curação ou San Andrés: geralmente eles vão para Punta Cana, Cancun e Aruba, que possuem mais opções dessa modalidade. O rolê resort all inclusive não é o meu favorito no Caribe. Eu sempre prefiro os lugares menos conhecidos e que são o inverso disso.

Curaçao não é para quem quer se enfiar num resort e nunca mais sair, justamente porque muitas das praias tem aquele conforto de hotel. Sim, as praias tem bangalôs, espreguiçadeiras acolchoadas, cadeiras e pufes confortabilíssimos para sentar e esquecer da vida.

Deboísmo em CuraçaoLeandro e Sinara, dois queridos praticando o deboísmo em Mambo Beach

San Andrés é o inverso disso. Fui para lá dois anos seguidos e as praias são deliciosas, mas mais rústicas. Em 2014 a La Piscinita não tinha nenhum suporte ao turista (nem lugar para vender água, você precisava levar tudo). No ano seguinte haviam instalado um bar que vendia apenas bebidas. Essa realidade é inversamente proporcional à de Curaçao, onde a infra-estrutura turística é muito mais profissional.

Não digo isso para desencorajar você a ir para San Andrés, mas para saber que vai encontrar um lugar mais rústico e isso também tem um lado super bom.

Em resumo: você tem um nível de gourmetização acima da média? Esqueça San Andrés e embarque direto para Curaçao.

Você é do reggae, do mar, das goodvibes e gosta de brisar vendo o por do sol comendo uma maçã que guardou na mochila? Então vá para San Andrés.

Se você é um pouco dos dois como eu, não deixe de experimentar as duas ilhas.

Hotéis que recomendo

Curaçao: Acoya (excelente e muito barato para ir em turma)

San Andrés: Arena Blanca ou El Dorado (ambos com localização excelente)