Ludmilla Rossi
Texto porLudmilla Rossi
37 anos - Santos

Minhas dicas de Nova York

Conforme anunciei nesse post, passei alguns dias em Nova York participando de dois eventos de trabalho com alguns dias de férias no meio. E nesses dias de folga aproveitei para andar muito, descobrir cantinhos que eu ainda não conhecia – e é claro – buscar pautas e conteúdos para o Juicy Santos.

Convivendo com jornalistas como a Flá Saad, eu aprendi que tudo é pauta, rs! E dessa minha viagem levantei algumas pautas para os leitores do Juicy Santos e também para pessoas interessadas em dicas de Nova York.

nyc visao noite

A melhor dica sobre Nova York que eu dou é:
enfie as caras e descubra a cidade sozinho(a).

Em cada esquina há algo interessante para olhar, observar, comer ou consumir. Sem roteiros.

Andar em Nova York desligando um pouco o modo turista também é uma experiência singular. O esquema turistão-deslumbrado deve ficar todo concentrado nos primeiros dias ou na primeira visita à cidade.

Há blogs excelentes que descrevem os principais pontos turísticos da cidade: Estátua da Liberdade, Times Square, Quinta Avenida, Empire State Building, Metropolitan, Museu de História Natural… eles farão um papel melhor que eu nessa missão, como por exemplo, esse blog aqui.

O conteúdo que separei representa minhas descobertas nessa viagem. E aproveito para dividir as descobertas com vocês.

Enquanto morria de saudades de Santos, percebi uma coisa: Nova York é um tubo de ensaio da humanidade, destino essencial para quem deseja compreender um pouco mais o mundo e o caos. Lição de empreendedorismo, de arte, mudança e de contrastes culturais. Não é a toa que a cidade é incansavelmente contada em meios cinematográficos. E não é a toda que é um destino que todo mundo procura repetir – é o que eu pretendo fazer.

Aguarde os próximos posts. 😉