Texto porVictória Silva
Jornalista, 25 anos - Santos

90 rolês ao ar livre na Baixada Santista – você fez, no máximo, 20 dessa lista

  • 2
    Shares

A gente vive em uma região cheia de belezas naturais.

Em outras palavras: não faltam rolês ao ar livre na Baixada Santista.

Por conta da pandemia, a tendência é que o turismo local – ou seja, aquele que você faz num bate-e-volta de carro com a família – se torne o mais escolhido entre os brasileiros. E tem santista reclamando que não dá para turistar na região, acredita?

Nós listamos vários rolês ao ar livre na Baixada Santista

São nada menos que 90 atividades diferentes e, em sua grande maioria, gratuitas. E temos quase certeza que você não fez boa parte delas. Não acredita? Então dê uma olhada na nossa lista e veja quais são as nossas indicações de rolês ao ar livre em cada uma das nove cidades da região. Em seguida, avise a galera que dá para se divertir sem ir muito longe e marque os passeios 🙂

Santos

1. Fazer um piquenique no Jardim Botânico

2. Curtir o pôr-do-sol no Monte Serrat

3. Fazer um passeio turístico de bicicleta

4. Visitar o mural do Kobra na Ponta da Praia – e, consecutivamente, entrar no Mercado de Peixes e comer no Paru

5. Andar pelo Centro Histórico em busca das obras do Estúdio Prêo

6. Conhecer o novo Deck do Pescador e aproveitar um fim de tarde por lá

7. Ouvir o som do mar ser projetado embaixo do monumento da Tomie Ohtake

juicysantos.com.br - rolês ao ar livre na Baixada Santista

8. Fazer yoga no Emissário Submarino

9. Ler um bom livro ouvindo o som do mar

10. Comer em um dos quiosques diferentões da cidade

São Vicente

11. Subir o Morro da Asa Delta de teleférico

12. E, logo em seguida, descer de asa delta (claro)

13. Curtir a vista da Ilha Porchat

14. E, por lá, fazer a trilha até a Pedra das Três Marias

15. Comer um dos doces nostálgicos da Biquinha

16. E também da Casa das Bananada – que, aliás, tem uma vista linda da Ponte Pênsil

17. Tomar um banho na Cachoeira do Samaritá

18. E visitar a praia de Itaquitanduva

19. Passar uma tarde nostálgica no Parque Ecológico Voturuá

20. Pescar no Pier dos Pescadores

Guarujá

21. Visitar o Mirante das Galhetas – aquele que tem o chão de vidro, sabe?

22. Passar uma tarde na Praia do Camburi

23. Acordar cedinho para conseguir entrar na praia de São Pedro

24. Ou então na de Iporanga

25. Já que estamos falando de praia, vale visitar a do Mar Casado também

26. Ali pertinho fica o Mirante da Campina

www.juicysantos.com.br - mirante da campina no guarujá sp

27. A trilha da Praia Branca também é uma ótima pedida

28. O Aquário de Guarujá faz sucesso com as crianças

29. Tomar uma raspadinha na areia de qualquer uma das praias

30. E um chopp gelado no quintal do L-Atitude Beer

Cubatão

31. Caminhar pela Estrada Velha de Santos

32. Fazer trilha no Parque Ecológico Perequês

33. E a Trilha do Rio Passareúva

34. Tomar um banho na cachoeira Lagoa Azul

35. Fazer arvorismo e tirolesa no Parque Anilinas

36. Conhecer a Usina Subterrânea

37. Visitar o Parque Ecológico Cotia-Pará

Peruíbe

38. Visitar a Barra do Una

39. E a Cachoeira do Paraíso

40. Ou então a Cachoeira do Perequê

www.juicysantos.com.br - cachoeira em peruíbe viagem pós-pandemia

41. Também vale a pena conhecer a Ilha do Guaraú

42. E o Poço Azul

43. As Ruinas do Abarebebe são lindas e cheias de história

44. Além disso, a Prainha tem acesso fácil e é mega familiar

45. Visitar o Aquário da cidade

46. E aproveitar para caminhar pelo centro e tomar um sorvete

47. Fazer um tratamento de pele no Lamário de Peruíbe

48. Curtir o pôr-do-sol no portinho e, quem sabe, comprar um peixe bem fresquinho

49. Fazer um passeio em um 4×4

50. Tomar um banho na Cachoeira do Paraíso

Mongaguá

51. Pescar na plataforma de pesca

52. Visitar o Poço das Antas

53. Comprar artesanatos na feirinha da cidade

54. Ir à praia de São Paulo

55. Ou então à praia Agenor de Campos

56. Caminhar pela parte central da orla ao anoitecer – pois, na temporada, tem parque de diversões e outras atrações

57. E também ao Morro da Padroeira

58. Fazer um piquenique no Parque Ecológico A Tribuna

59. Visitar o Mirante do Belvedere

60. Tomar um banho no Rio Aguapeú

Bertioga

61. Explorar a Prainha Branca

62. Um pouco mais longe, ir até a Praia de Itaguaré

63. E visitar a Riviera de São Lourenço

64. Conhecer o Forte de São João

65. Encarar a Trilha Garganta do Gigante

66. Ou então a Trilha da Casa de Pedra do Rio Itapanhaú

67. Curtir um final de semana no Sesc Bertioga (que é bem concorrido, ou seja, tem que programar com bastante antecedência)

68. Visitar o Parque Estadual Restinga de Bertioga

69. Desbravar a Trilha do Guaratuba

70. Conhecer as ruínas da Igreja de Santo Antônio de Guaíbe

Praia Grande

71. Fazer um churrasco no portinho

72. Ou então pescar por lá

73. Aliás, também dá para passear de barco no portinho, tá?

74. Andar de patins no Parque da Cidade

75. Ou então de bicicleta nos 22,5 km de ciclovia na orla da praia

76. Curtir em uma das colônias de férias de uma rua totalmente dedicada a elas

77. Conhecer a Fortaleza do Itaipu (mas tem que ver quando os passeios estão liberados)

78. Comprar artesanato na feirinha hippie

79. Comer em um dos restaurantes/bares da Avenida Mallet – pois a maioria tem área externa

80. Passear no Orquidário Municipal de Praia Grande (sim, lá também tem Orquidário!)

Itanhaém

81. Observar as diferentes espécies de pássaros que vivem na cidade 

82. Subir o Morro do Paranambuco e ver a vista lá de cima

83. Logo em seguida, caminhar até a Cama de Anchieta

84. Tomar um sol na Praia dos Sonhos

85. E aproveitar para conhecer o Monumento Mulheres de Areia, pois, para quem não sabe, a novela foi gravada por lá

86. Visitar o Rio Itanhaém

87. E a Praia das Conchas – que, claro, é cheia de conchinhas e rende fotos lindas

88. Trilha do Morro Sapucaitava

89. Andar pelo Centro Histórico

90. Dar um mergulho na praia da saudades

Antes de sair de casa

Gostou da lista? Então seus próximos finais de semana terão uma programação especial, né?

Uma última dica: se você escolheu alguma das cachoeiras ou então trilhas, vale a pena conferir qual é o grau de dificuldade do rolê. Pois algumas têm o acesso um pouquinho mais difícil ou então muitas horas de caminhada. E, às vezes, não é o tipo de atração que você curte ou vai conseguir completar até o final.

Quer saber mais informações sobre algum desses passeios? Conta pra gente nos comentários e quem sabe não se torna uma matéria completinha aqui no Juicy Santos?