Ludmilla Rossi
Texto porLudmilla Rossi
37 anos - Santos

5 tipos de hamburguer para provar em NY

Ironia // Uma dificuldade séria fazer esse post: comer hamburguer, fotografar e postar aqui. // Acabou a ironia.

Aproveitei uma curta passagem por Nova York para fazer esse post-lista já que nada é melhor do que viajar para um lugar que você já conhece e mesclar suas próprias dicas com as dos seus  amigos.

Nossa dica: saiba como ir para NYC sem usar dinheiro para as passagens aéreas.

E falando de hamburger, apesar de eu não ser tão carnívora assim, taí algo que não me faz resistir à vontade de comer carne. Nesse post eu reuni cinco categorias de hamburgueres: o turistão, o clássico, o vegano saudável, o cotidiano e o descolado.

Vamos à análise e no final do post coloquei um mapinha para facilitar o seu roteiro hamburguístico por NYC.

O hamburguer turistão

Escolhi o Junior’s como hamburguer turistão porque é aquele esquema: fica perto da Times Square, tem que amargar uma espera antes de comer mesmo que seja tarde da noite. Aquele ambiente lotado, onde há centenas de idiomas sendo falados ao mesmo tempo. Sentei no balcão e o atendimento foi melhor que o das mesas (vi clientes gesticulando por agilidade, o que é raro). Pedi um cheeseburger clássico, que vem num pratão com salada, onion rings e batatas fritas. Não consegui finalizar o prato devido ao tamanho.

hamburger-juniors

O jantar foi delicioso e custou aproximadamente U$ 18 + tip. O Junior’s também fabrica um dos cheesecakes mais famosos da cidade, mas não havia centimetragem cúbica em meu estômago para prová-lo. Na real fui lá com essa intenção, mas abortei esse plano por causa disso:

hamburger-juniors-1

Junior’s Rastaurant
1515 Broadway
New York, NY 10019

O hamburguer clássico

Note que o clássico aqui tem um significado diferente: mais clássico pelo ambiente e pela sua fauna do que pela comida em si. O PJ Clarke’s existe desde 1884 e a aura do local é incrível. Sentei por lá mais para curtir o pico do que para comer hamburguer, mas sabendo que era o favorito do Frank Sinatra, why not? O local também ficou conhecido por abrigar as refeições das divas Hedy Lamarr e a Liza Minelli tem conta aberta lá até hoje. Ai ai ai, NYC <3.

hamburger-pj-clarkes

Pimentões, cebola e queijo azul foi a minha pedida e sem fritas, pra dar aquela amenizada calórica. Estava fantástico por todo o conjunto. Custou aproximadamente U$ 20 + tip. Papo sério: O PJ Clarke’s da Terceira Avenida cumpre o mesmo papel de uma igreja. A cidade cresceu ao redor dele.  O pequeno prédio de tijolinhos viu os arranha céus subirem, Manhattan passar por todas suas ondas de violência e a cidade se tornar o que é hoje. Mais do que um restaurante, é um ponto turístico mais antigo que o Empire State Building!

hamburger-pj-clarkes-1

PJ Clarke’s
915 Third Avenue, at 55th Street
New York, NY 10022

O hamburguer vegano saudável

Não caia nesse que a galera em NYC é pouco saudável ou gorda demais. Lá eles são bem obcecados por uma alimentação de qualidade. Em muitos cantinhos há sempre a opção de salada e opção vegetariana. A Estela, do blog Organic Times me levou nessa loja + deli, a The Health Nuts. Eu ainda não conhecia, mas é tão boa quanto o Whole Foods. Um pouco mais barata e menor. A loja vende produtos naturais aos montes, chás, suplementos, orgânicos e conta com uma deli vegana e orgânica.

Aproveitei para comer o hamburguer de quinoa com arroz negro. Delicioso! Mas mais delicioso ainda estava esse tofu temperado com pimentões e esse “peito de peru” vegano, feito com proteína de soja. Para acompanhar os suquinhos cold-pressed que os Nova Yorkinos amam. Essa loja vale a visita não apenas para comer, mas para comprar coisas deliciosas e saudáveis como  manteiga de amêndoas e produtos de beleza naturais.

hamburger-quinua-the-health-nuts

The Health Nuts
1208 2nd Ave, New York
NY 10065

O hamburguer cotidiano

Preciso confessar que a palavra cotidiano é oferecida ao Five Guys por duas razões – a primeira foi como eu descobri o restaurante em 2011. Parei para pedir informações a policiais sobre onde comer um hamburguer perto dali. Eles me indicaram o Five Guys com brilho nos olhos. Desde então é parada obrigatória – o sanduíche é fabuloso, sem sofisticação e sem burocracia. Você tira seu pedido no caixa e sai com um saquinho com o hambuguer dentro pra comer onde quiser ou lá dentro.

A segunda razão do “cotidiano” é o preço: Por menos de U$ 10 dá pra comer um baita sanduíche delicioso que compete com todos que citei acima. Eu sempre peço o little cheeseburger, alternando entre o topping bacon ou grilled mushrooms. No caso da foto, como era meu último dia, coloquei ambos e sentei pra comer na praça do Rockfeller. O quanto esse hamburguer é fofinho, é indescritível.

hamburger-five-guys

Tem muitos Five Guys espalhados por Manhattan. Escolha o mais perto de você nesse link.

O hamburguer descolado

O Corner Bistro foi indicação do amigo Daniel Cardozo, que ama NYC tanto quanto eu. Ele prometeu que era o melhor hamburger da cidade. Mas eu não acredito nisso, pois é um tanto injusto dizer que “isso é o melhor de Nova York”. A cidade se reinventa tanto que o melhor de hoje perde espaço muito rápido. Mas eu entendi o que o Daniel quis dizer: “é o melhor que provei até hoje”. E confiando nisso, lá fui eu.

Realmente a dica foi mágica (obrigada, Daniel por mais essa!). Fica no West Village e parece que parou no tempo. Não tem cardápio e nem aceita cartão de crédito, uma operação muito simples onde o que importa é a experiência da comida e não do varejo. Tem um ATM dentro do restaurante para quem quiser sacar e pagar. Espertos, não?

Então, vamos a imagem auto explicativa:

hamburger-em-ny-corner-bistro

O hamburguer bem aberto assim mesmo. E  o sanduíiche é feito com duas partes de cima do pão. DELICIOSO! O bacon parece uma escultura do Moma, mas é só bacon mesmo. Custou U$ 16 + tip. E será parada obrigatória de agora em diante toda vez que eu voar pra lá.

hamburger-em-ny-corner-bistro-1

The Corner Bistro
331 W 4th St,
New York, NY 10014
(esquina da Jane St com a West 4th)

E o mapinha desse oásis hamburguístico para facilitar a vida. Enjoy!

Ah, e não esqueça da dica sobre milhas aéreas.