20/09/2018 Por Victória Silva Outros destinos, Para visitar

Passeio de trem para Paranapiacaba: como fazer?

Barão de Paranapiacaba é o nome de uma rua em Santos.

Caso você não saiba onde fica, ela vai de uma esquina com a Ana Costa até a Conselheiro Nébias, na altura do Rotary e da Apae Santos, por exemplo. Mas, apesar disso, muitos santistas desconhecem a história do tal barão ou sabem onde fica Paranapiacaba e sua importância. Para mais do que isso, tem gente que ama pegar a estrada, porém nunca fez um bate-e-volta até a vila.

De carro, o trajeto dura aproximadamente 1 hora e meia. Mas o passeio de trem para Paranapiacaba é ainda mais legal e é sobre ele que nós vamos falar hoje.

Se você ama cenários nostálgicos, viagens diferentes e conhecer pessoas novas, tem tudo pra se deliciar nesse rolê!

O melhor de tudo? Fica super pertinho de Santos e das cidades da Baixada Santista. Ótima opção pro seu próximo fim de semana ou feriado prolongado.

Passeio de trem para Paranapiacaba

juicysantos.com.br - Passeio de trem para ParanapiacabaImagem: Reprodução/@deb.nascimento_

Os trilhos responsáveis por parte do desenvolvimento de São Paulo, durante metade do século XIX, são utilizados no passeio de trem para Paranapiacaba. A saída parte da Estação da Luz em São Paulo e acontece somente aos domingos, sempre às 8h30. Por isso, antes de subir a serra, não se esqueça de sempre conferir a programação do Expresso Turístico no site da CPTM.

Toda a viagem se dá nos vagões dos anos 1960 que, antes da linha turística (que existe desde 2009), faziam parte da linha de longo percurso. Em resumo, eles funcionavam em percursos entre São Paulo e cidades como, por exemplo, Campinas, Araraquara e São José do Rio Preto.

O funcionamento da atividade das locomotivas de trem aconteceu até 1998 e então foi descontinuado. Por isso, até 2005, ambos os carros ficaram parados. Então foram resgatados pela ABPF e em seguida, três anos mais tarde, cedidos para a CTMP e totalmente restaurados.

Em outras palavras, só o trem já vale por uma viagem no tempo. No entanto, o rolê também tem informações históricas sobre a ferrovia paulista e as estações da CPTM. Além disso, o destino final é uma charmosa vila inglesa com clima do século XIX.

O passeio custa R$ 50 (ida e volta). E há desconto caso você vá acompanhado. Neste sentido, fica R$ 82 (2 pessoas), R$ 115 (3 pessoas) e R$ 148 (4 pessoas). O pagamento deve ser feito apenas no dinheiro e a venda acontece na própria Estação da Luz.

O que fazer em Paranapiacaba

Ta ok, Juicy, mas o que tem para fazer em Paranapiacaba quando o trem chegar à vila?

Bom, além de parecer uma cidade trazida diretamente do passado e ter semelhanças com Londres, Paranapiacaba é uma vila, localizada dentro de Santo André, repleta de histórias e memórias. Por isso, as atrações resgatam o período em que o local foi mais movimentado.

Não deixe de visitar locais como:

  • Antigo Mercado
  • Casa Flox
  • Igreja Senhor Bom Jesus
  • Museu Castelinho
  • Museu Ferroviário
  • O relógio de Paranapiacaba

Além disso, também vale a pena procurar os moradores de Paranapiacaba e conversar sobre a história do local e suas vivências por lá!

Santos e Paranapiacaba

E qual a relação entre as duas cidades?

Paranapiacaba foi construída para funcionar como centro de controle operacional e residência dos trabalhadores durante a construção das estradas de ferro que realizavam o transporte de cargas e pessoas do interior paulista para o porto de Santos e vice-versa. Já o Barão de Paranapiacaba, que dá nome à rua em Santos, foi um poeta, jornalista, advogado, tradutor, professor e político aqui de Santos. Notavelmente, ganhou o título de barão em 1883.

Share Button