Ludmilla Rossi
Texto porLudmilla Rossi
38 anos - Santos
TAGs

O aumento da audiência em elevadores residenciais e supermercados

  • 1
    Share

Entre as subidas e descidas para buscar o delivery, ir ao mercado, farmácia e à padaria, um tipo de mídia passa a atrair a atenção de milhares de pessoas: as telas da mídia OOH (out of home, ou mídia fora de casa). O aumento da audiência em elevadores residenciais já é uma realidade da publicidade local em Santos, especialmente por termos uma cidade tão verticalizada.

Durante o isolamento social e passando mais tempo no próprio lar, o fluxo nos elevadores residenciais aumentou consideravelmente. A mídia out of home de Santos acabou atraindo mais anunciantes, que já utilizavam as telas corporativas e passaram a investir também nas telas residenciais.

A Eletromidia Elemidia, que ficou conhecida pelo sucesso de suas telas nos elevadores de edifícios corporativos, shoppings e outros ambientes comerciais, ganhou espaço também nos edifícios residenciais depois da pandemia, especialmente nos grandes condomínios da nossa região.

“A procura das empresas pela publicidade nos residenciais aumentou muito durante a quarentena e o alto índice de atenção no elevador torna o veículo muito eficiente”, afirma Caio Magenta, diretor da Elemídia no litoral de SP.

É fácil entender as razões: no elevador e agora com o receio de pegar um elevador com mais gente, estamos sozinhos e com sinal de celular reduzido. Sem companhia para conversas, prestamos atenção no ambiente e as telas estão lá.

O alto índice de 95% de atenção da audiência e a capacidade de segmentação, fazem com que esse tipo de estratégia combine cobertura e inteligência de dados para campanhas de grande assertividade.

Telas de publicidade em elevedores residenciais e condomínios

Audiência em elevadores residenciais: novos anunciantes

O Diego Alexandre de Morais, sócio da Doutor do Sono, é um dos anunciantes que reinventou sua estratégia de comunicação. Ele conta que não tinha força na Internet e em mídias digitais.

“O cliente sempre preferiu ir até a loja sentir o colchão, o sofá, o travesseiro. Mas a situação mundial da COVID-19 impactou inclusive o nosso consumidor e sua forma de comprar. Nos adaptamos, hoje estamos usando o WhatsApp para realizar diversos negócios, conta Diego, fundador da empresa.

Diversificar os canais de contato com o consumidor também foi uma mudança estratégica para a Doutor do Sono. Diego conta que o alcance da Elemídia é muito interessante: como resultados ele nota que a marca é mais comentada, atrai novos clientes e e se tornou mais visível depois da parceria entre as duas empresas.

Diego Alexandre de Morais, da Doutor do Sono

Diego acredita que os próximos meses serão essenciais para a Doutor do Sono.

“Estamos conseguindo atravessar a maior crise econômica da história da empresa com a ajuda da nossa equipe e das novas ferramentas de venda. Já percebemos que tem muita demanda reprimida, os clientes estão esperando as oportunidades certas para comprar. Nós estamos otimistas”.

Recentemente as empresas Elemidia e Eletromidia uniram suas operações, consolidando-se como a maior operação de mídia out of home do Brasil, com mais de 60 mil telas (ou faces) publicitárias no país, impactando diariamente milhões de pessoas em ambientes comerciais e residenciais.

Negócios locais serão fortalecidos e precisam estar visíveis

Com o distanciamento social e repensando o consumo, a pauta dos pequenos negócios, especialmente dos negócios locais, trouxe luz para um assunto que falamos desde o primeiro dia aqui no Juicy Santos: a importância do fortalecimento da sua comunidade e a valorização de todas as iniciativas regionais.

Apesar de tantas tragédias e tristezas impostas pelo COVID-19, acreditamos que um dos potenciais legados positivos de 2020 é que os consumidores que eram indiferentes à questão do comércio local, passem a tomar decisões de compra mais conscientes.

Para tornar essas marcas mais visíveis, as telas da Eletromidia Elemidia nos principais mercados e empórios locais estão atraindo cada vez mais anunciantes, que reconhecem a importância de manter sua marca em evidência. Esses mercados e empórios estão em alta: por conta da intensificação do hábito de cozinhar em casa, os supermercados também tiveram ganho no fluxo de pessoas. Essa tendência que deve continuar mesmo após a quarentena, como mapeamos na nossa pesquisa sobre a retomada dos restaurantes e bares realizada com 2000 caiçaras.

Tendência em comunicação

O Instituto Kantar também divulgou um estudo que analisa o impacto da quarentena nas marcas e no comportamento de consumo. Entre outros resultados interessantes, a pesquisa revela que 78% das pessoas acreditam que as empresas devem reforçar os valores da marca e transmitir mensagens tranquilizadoras.

Isso mostra que as empresas e negócios locais que se mantiverem próximas da população neste período, terão lugar especial na mente e no coração dos consumidores.

Nas estratégias de comunicação direcionadas para o público da região, sabemos que a escolha de um mix completo, em uma jornada de decisão cada vez mais caótica, é importante apresentar-se aos consumidores de forma transparente e com frequência, fazendo promessas claras, assumindo seus pontos fortes e fracos e principalmente, não apenas focar na venda mas sim em resolver os problemas e desafios presentes na vida desses consumidores.