Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Fiz a doação de cabelos em Santos e ajudei pacientes de câncer de mama

Clique aqui e confira também nosso tema da semana

Adriana Dantas entrou no consultório da oncologista pela primeira vez não faz muito tempo.

Ela sentiu um nódulo no seio, quando fez o autoexame durante o banho e procurou ajuda médica. Descobriu que era um câncer maligno e que teria de operar. De acordo com o mastectologista que fez o primeiro atendimento, não seria necessário fazer quimioterapia, apenas uma consulta com a oncologista. O alívio de ter sido poupada das quimioterapias durou pouco. Adriana chegou à consulta e foi informada que a primeira sessão deveria ser no dia seguinte.

Faltou chão.

Antes de mais nada, ela perguntou se perderia os cabelos. Ouviu que, muito provavelmente, sim.

www.juicysantos.com.br - doação de cabelo em santos no outubro rosa

Tudo sobre doação de cabelos em Santos

Assim como Adriana, anualmente cerca de 60 mil mulheres são acometidas pelo câncer de mama no Brasil. Para muitas delas, a lista de medos inclui a queda do cabelo – um sintoma comum em pacientes que fazem quimioterapia – em uma das primeira posições.

E o medo se concretiza, na maioria dos casos.

É por isso que em outubro, mês de conscientização sobre câncer de mama e colo do útero, a veiculação de campanhas sobre doação de cabelo é bem comum. Tem promoções em salões, ações em faculdades e, às vezes, até coletas em praças… Ainda assim muita gente tem dúvidas. Se você já pensou em doar seus cabelos, mas não sabe onde ir, temos uma boa notícia: a doação de cabelos em Santos é mega simples!

Por aqui, quando os cabelos caem, as pacientes têm a possibilidade de usar perucas feitas a partir da doação de cabelos em Santos. Isso porque o Instituto Neo Mama tem um banco de perucas com mais de 200 opções.

juicysantos.com.br - doação de cabelos em Santos

Banco de perucas do Neo Mama

Assim que soube que perderia os cabelos, Adriana procurou o telefone do Neo Mama no Google.

Na época, ela não sabia como o banco de perucas funcionava e sequer havia imaginado que poderia ter doados os cabelos. Ainda no telefone, recebeu um carinho e empatia que apenas outras pacientes teriam.

“Quando raspei a cabeça, eu não me enxergava. Então marquei um horário para entender como funcionava para pegar uma peruca. As meninas me levaram até o banco de perucas e deixaram eu provar quantas fossem necessárias. Foi uma tarde inteira até que eu encontrei uma que era igual o meu cabelo. Eu me vi novamente. Senti coragem de sair na rua”.

Existem algumas perucas sintéticas, mas a grande maioria é de cabelos naturais. Dessas, todas são feitas graças às doações voluntárias que acontecem o ano inteiro.

O atendimento feito com a Adriana é o padrão no instituto. Todas as mulheres podem ir ao local e procurar até que encontrem os cabelos mais parecidos possíveis com o delas. Além disso, recebem um lenço, chapéu e touca. Para que possam descobrir com qual se adaptam melhor.

A maioria opta pela peruca.

As peças vão com elas como empréstimo e só precisam ser devolvidas quando os cabelos voltarem a crescer. Não há cobrança de qualquer taxa e elas recebem toda a orientação sobre como cuidar dos novos cabelos.

Com os cabelos naturais crescendo novamente, Adriana conta sem dúvidas: o tratamento teria sido muito mais difícil sem a peruca – ela, inclusive, tinha um apelido carinhoso para os cabelos que pegou emprestado. Os fios foram companheiros durante todo o tratamento, pois ela lembra que só tirava a peruca quando estava em casa. Os cabelos em corte chanel acompanharam até mesmo as idas ao hospital para tomar a quimioterapia.

Gilze Maria Costa, presidente do Neo Mama, enfatiza que histórias como essa só são possíveis graças a quem faz doação de cabelos em Santos.

Como fazer doação de cabelos em Santos

Se você quer ajudar outras Adrianas a encontrarem confiança, pode fazer a sua doação em qualquer época do ano.

Fazer isso é bem simples do que você imagina. Em resumo, basta cortar no mínimo 15 centímetros de cabelo no salão que você frequenta e levar até o Neo Mama (pessoalmente ou pelo Correio).

Uma coisa importante é avisar no salão que os fios serão doados. Isso porque os cabelos devem ser cortados presos e também armazenados secos, assim não há risco de os fios mofarem até que você possa leva-los até o Neo Mama. A equipe da instituição leva todos os cabelos coletados a um profissional e ele confecciona as perucas. Aliás, o trabalho do Jean também é voluntário!

“Nós pedimos pelo menos 15 centímetros para que o Jean possa fazer o acabamento. Pois assim ele tem como fazer a barra certinha e as mechas não vão cair com o tempo”, explica Gilze.

Quem acha que você tem pouco cabelo pode doar sem preocupação. Segundo  Gilze, se as perucas fossem esticadas teriam em média 10 metros de extensão. Em outras palavras, até mesmo pessoas com muito cabelo têm pouco cabelo. Por isso, cada uma das perucas usa entre três e quatro mechas doadas.

Além disso, não existe qualquer tipo de restrição quanto aos cabelo doados. Tendo o tamanho mínimo de 15 centímetros são aceitos fios naturais, com coloração, alisamento ou qualquer outro tipo de química. Também não há restrição quanto a textura dos cabelos e nem mesmo ao tempo que estava guardado.

Quatro meses depois de terminar o tratamento, os cabelos da Adriana já cresceram o suficiente para ela devolver a peruca.

juicysantos.com.br - doação de cabelos em Santos

Os cabelos que acompanharam durante a luta contra o câncer já estão disponíveis para outra mulher e várias outras perucas feitas através de doação de cabelos em Santos também.

Na minha visita ao Neo Mama, eu levei minha doação. Pela primeira vez na vida, adotei os cabelos mais curtos.

Se você tem os cabelos compridos também, pode ajudar a escrever outras histórias como essa. São 15 cm a menos que podem mudar uma vida.