10/08/2018 Por Rafaella Madeira Decoração, Para comprar

Cobogó: o elemento da arquitetura nacional que está voltando com tudo

Você certamente já ouviu falar do cobogó, peça que tem um nome bem diferente e até um pouco esquisito de pronunciar.

Os cobogós são elementos vazados que foram criados na década de 1920, em Pernambuco, por três rapazes que trabalhavam na construção civil e buscavam uma solução para amenizar o calor que fazia dentro das casas do Nordeste.

O nome foi a junção do início do sobrenome de cada um deles: Coimbra, Boeckmann e Góes que resultou em CO-BO-GÓ. Diferente, né?

www.juicysantos.com.br - a versatilidade do cobogó

A inspiração para a criação dessas peças veio do muxarabi, treliças feitas em madeira que ocupam as sacadas e janelas das casas na arquitetura árabe.

No início, os cobogós eram feitos de cimento. Mas, com o passar do tempo, começaram a ser fabricados também em argila, vidro, cerâmica, além, também, de serem criados em diversas cores e acabamentos.

www.juicysantos.com.br - cobogó na arquitetura

De alguns anos para cá, o elemento, que é uma identidade da arquitetura nacional, voltou com força total na decoração e vem sendo muito utilizado não só pelo seu lado estético, mas, principalmente, pelas suas funções que atendem várias premissas da arquitetura sustentável.

Principais usos do cobogó

Os cobogós são peças lindíssimas, mas suas funções vão muito além da parte estética. Vamos lá:

Entrada de iluminação/ventilação natural

A vantagem de você criar uma divisória de ambientes com cobogó é que, por se tratar de um elemento vazado, é possível dividir dois espaços sem bloquear a entrada de iluminação e ventilação natural. Não tem nada melhor do que ter a luz do sol e o vento fresco da rua invadindo a nossa casa! Inclusive o seu uso, por muitas vezes, diminui a necessidade da utilização de aparelhos de ar condicionado e também da iluminação artificial.

www.juicysantos.com.br - como usar o cobogó

Divisória de ambientes

Você pode dividir vários ambientes utilizando o cobogó e a vantagem é que ele não traz peso ao espaço por não ser uma parede completamente fechada. Se você tem uma cozinha integrada com a área de serviço, por exemplo, já pensou em utilizar esses elementos para criar uma divisão?

Nem sempre os ambientes são grandes e às vezes temos medo de criar uma parede e tornar o espaço ainda menor, não é verdade?

Você também pode dividir o seu escritório da sala de jantar sem perder a luz natural que entra pela janela da sala. Os diversos desenhos encontrados nos cobogós criam um jogo de luz e sombras super bacana.

www.juicysantos.com.br - cobogó como divisória em escritório

Para os apartamentos integrados no estilo loft, por exemplo, o elemento vazado é uma ótima opção para criar pequenas divisões e dar privacidade a certos ambientes sem perder a sensação de que tudo continua interligado.

www.juicysantos.com.br - cobogó

Outra ideia para o uso: Sabem aquelas janelas para ventilação que ficam acima das portas de banheiro? Já pensou em utilizar o cobogó ao invés de instalar uma janela que nem sempre é uma peça bonita? Você vai cumprir a função de criar a ventilação e, ao mesmo tempo, trazer um elemento decorativo ao espaço!

www.juicysantos.com.br - cobogó na fachada

Para utilizar dentro de casa a opção em cerâmica é a mais comum por sua infinidade de opções de cores e também pela facilidade de limpeza.

Já para as fachadas e áreas externas é mais comum o uso das peças em cimento ou argila, que trazem um ar mais rústico e tem um custo mais baixo.

Share Button