Texto porVictória Silva
Jornalista, 25 anos - Santos

Frequentadores de motéis: quem são e histórias #fail

  • 14
    Shares

Aqui no Juicy Santos, nós já demos bons motivos para transar mais. E percebemos que a galera estava BEM ANIMADA pra ler sobre sexo aqui. E a gente sabe, todos são ou já foram frequentadores de motéis em Santos.

Tem gente que esconde que vai ao Japuí namorar ou a outros endereços aqui por Santos mesmo. Porém, não tem porque ter vergonha.

De acordo com o estudo Hello/Guia de Motéis, apenas 10% dos frequentadores de motéis escolhem estes locais para casos extraconjugais. Em outras palavras: a maioria é casal e vai para se divertir. Especialmente, 90% dos indivíduos entrevistados, de um total de 1710, consideram o motel uma opção de lazer, assim como restaurantes, barzinhos e cinema.

Frequentadores de motéis em Santos

www.juicysantos.com.br - Frequentadores de motéis

A pesquisa citada não dá o perfil dos frequentadores por cidade. Por isso, o Juicy Santos foi em busca de histórias que aconteceram em motéis em Santos. E, assim como no dia dos namorados, tem muita coisa engraçada na lista.

Para desinibir a galera, prometemos deixar as histórias no anonimato.

1. Desenho animado

via GIPHY

“Atualmente sou casada, então essa história aconteceu há vários anos – quando eu e meu marido ainda éramos novinhos e namorávamos. Fomos a um motel e ele ligou a TV, pensei que fosse colocar algo para esquentar o clima. Mas, no lugar disso, ele foi aos canais fechados de desenho animado e colocou Dragon Ball Z.

Achei bizarro. Atualmente imagino que ele estava me preparando para ser uma mãe com tesão”

2. Tem uma coisa andando em você

via GIPHY

“Estamos nas preliminares, quase todas as luzes apagadas, quando o cara me grita:

– O que é isso? Tem uma coisa andando em você!

Ele acendeu a luz e era UMA BARATA. Matamos e, óbvio, acabou totalmente o clima. Para completar a moça da recepção agiu como se fosse mega normal. Nunca mais voltei a esse motel em especial, mas já fui em outros”

3. Jantar grátis

via GIPHY

“Adoro ir nesses motéis que tem café da manhã, almoço ou jantar grátis. Ninguém me entende, mas as comidas são bem boas e se eu for em um restaurante sai bem mais caro. Já fui sozinho só para comer e dormir”

4. O único lugar possível

via GIPHY

“Nós somos gays, por isso um não podia frequentar a casa do outro. Durante bastante tempo, só ficávamos juntos nos motéis. Mas a parte engraçada é: ele adorava pegar os sabonetes e fazia coleção.

Agora moramos juntos. Mas vamos ao motel às vezes para diversificar”

5. Com a galera

via GIPHY

“Sempre quando vou para a balada em São Paulo finalizo a noite em algum motel diferente, com as minhas amigas. Não dá para descer a serra com sono, né? Como motel é mais barato do que hotel e hostel, a gente dorme umas 4 horinhas, toma um banho de hidro e vem embora. Além de que, no dia que rolar ir com um boy, já sabemos os melhores endereços”