Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 24 anos - Santos

Conheça o Rainbow, primeiro app brasileiro multisserviço para LGBTs

  • 2
    Shares

Contratar prestadores de serviços não é uma tarefa simples.

Mas isso pode ser ainda mais complicado se você está inserido em algum grupo tido como minoria pela sociedade.

Quem faz parte da comunidade LGBTQIA+, por exemplo, pode ter problemas em trazer uma pessoa preconceituosa para dentro de casa.

Acontece que às vezes é inevitável, né?

Agora existe um app para ajudar

O Rainbow tem a missão de fazer a ponte entre pessoas da comunidade LGBT e prestadores de serviço.

www.juicysantos.com.br - serviços para a comunidade lgbtq

O legal é que existe uma super variedade no catálogo. Tem, por exemplo,:

  • Motoristas de aplicativo;
  • Limpeza em geral;
  • Serviços e reparos gerais, como pintura, reformas, etc;
  • Estética e beleza não invasivos;
  • Personal trainer;
  • Manutenção de computadores e smartphones;

Até o momento, estão catalogadas 24 categorias e mais de 7 mil prestadores. Sendo que todos os profissionais são selecionados de modo a garantir que não serão preconceituosos ou que farão perguntas que deixem o cliente em posição desconfortável.

Além disso, todos ainda passam por um treinamento antes de começar a atender chamados.

“Infelizmente, o respeito à diversidade não evoluiu nos últimos anos… O Rainbow tem objetivo de atender com respeito e excelência, além do compromisso com ONGs e entidades de suporte à causa LGBT+”, explica Edmar Bulla, CEO do Grupo Croma.

Já que o aplicativo busca promover o respeito, isso também se aplica aos prestadores de serviço. A taxa cobrada não será abusiva, como acontece em muitas plataformas.

Trabalhe no Rainbow

Atualmente, o Rainbow está em busca de prestadores de serviço com interesse em atuar na plataforma.

Se você tem interesse é só acessar o site ou então baixar o aplicativo – que, no momento, tem apenas a versão para Android disponível.

Qual o significado da bandeira LGBT

A bandeira LGBT nasceu em 1978 para a Parada Gay de São Francisco.

O criador se chama Gilbert Baker, um artista e ativista pelos direitos das pessoas LGBT. De acordo com ele, a ideia era que a bandeira representasse toda a diversidade humana. Tem matéria aqui no Juicy explicado melhor essa história!