Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 23 anos - Santos

Giba Neles: o Juicy Santos entrevistou um dos maiores atletas brasileiros da história

Campeão olímpico, tricampeão mundial e exemplo para todos os jovens que desejam seguir carreira no vôlei, Giba esteve em Santos na última semana para o lançamento de seu livro, a biografia Giba Neles.

Em pouco mais de 200 páginas, o atleta expõe – junto ao jornalista Luíz Paulo Montes – fatos de sua vida dentro e fora das quadras.

giba nelesImagem: Felipe Cincinato

Apesar da fila de fãs que o aguardavam na livraria Saraiva do Shopping Praiamar, o atual comentarista esportivo nos recebeu para uma entrevista (exclusiva!).

“Não são assuntos polêmicos, como a mídia tem colocado. Eles dizem isso como um problema, mas eu não vejo dessa forma, precisamos deixar a hipocrisia de lado e começar a encarar as coisas e as verdades, como estamos começando a fazer com a política, por exemplo”, comenta sobre os assuntos tratados no decorrer da narrativa.

Entre os temas que a imprensa e leitores têm destacado estão o campeonato mundial de 2010, o caso de doping e a infame fratura no pênis. “Todos ficam falando da fratura”, lembra, bem-humorado.

Ainda na fila dos autógrafos, um casal de fãs folheia o livro à procura de uma prévia do que irão encontrar.

“Eu coloquei tudo, não tive papas na língua, só tomei cuidado em como seria a abordagem em alguns assuntos. Quem ler vai se emocionar. Numa página, estará rindo, mas na próxima pode deixar cair algumas lágrimas”.

A proximidade de Giba com os fãs não é algo que começou agora. O atleta está nas redes sociais (Youtube e Facebook) e criou um site em 2004. “A ideia do livro veio bem depois, só em 2008 comecei a pensar nisso. Foram sete anos até a concretização, isso porque eu sempre disse que só o faria quando tivesse parado totalmente”.

Fora das quadras, sua energia é dividida entre ser comentarista de vôlei na Rede Globo (para as Olimpíadas de 2016) e um projeto social em parceria com outro colega atleta: Emanuel, do vôlei de praia.

“O projeto abrange 18 escolas (em Curitiba), uma gama gigante de crianças, pais e mães. É muito bacana, pois atual na formação, mas pensando também no cidadão, porque são pelo menos 3 milhões de pessoas para se fazer um Giba, e o resto? Então eu estou pensando naqueles que podem se tornar um Giba e naquelas que não podem seguir a carreira”.

giba nelesImagem: Felipe Cincinato

Para os pequenos santistas que se espelham em sua trajetória de sucesso, o conselho é jamais desistir. “É superação sempre. Há muitas desilusões, mas tem que correr atrás o tempo inteiro. O pior tempo da nossa vida é quando nós mesmos nos menosprezamos, mas caso algo dê errado, sempre há um plano B”.

Ao fim do nosso bate papo, Giba lembra um fato curioso ao falar o nome do nosso site. “Você é do Juicy Santos, né? Olha uma coisa engraçada, eu já estive no Guarujá e na Praia Grande, inclusive passei uma parte da minha infância por lá, mas aqui em Santos é a minha primeira vez. Cheguei às 16 horas, almocei e já vim pro Praiamar, só tive a oportunidade de conhecer o shopping, então espero voltar em breve”, finaliza, simpático.