Juicy Santos
Texto porJuicy Santos
Santos

Entrevista com a Taça

-Oi, sumida, tudo bom com você?

-Estou bem, agora em outro relacionamento sério.

-Eu vi. Com uns “negros maravilhosos”, como disse aquele narrador.

-Sim! Não foi demais? Desde 1998 que a gente não se via. Mas agora é diferente. Me conquistou com autoridade.

www.juicysantos.com.br - entrevista com a taça da copa do mundo

-Mas seu outro pretendente também se esforçou. Seria a primeira vez dele…

-Sim. Eu reconheço isso. Mas, se assim for, um dia chegará a vez dele também. Ah, aquela camisa quadriculada…

-Como foi seu rolê pela Rússia?

-Foi muito bom. Vi tanta coisa nesses pouco mais de 30 dias. Vi um povo integrado com o meu espírito. Gente do mundo todo. Teve uns sem noção, é verdade, mas felizmente, foram minoria.

-Teve uma novidade na TV durante os jogos…

-Ah, uma ollhadinha dos juízes, né? Reparei nisso. É em nome de um jogo mais justo. Precisa…

-Tinha um brasileiro que tava a fim de você. Até posou com uma cópia sua e disse que era obsessão.

-Mas caiu na real, né? Uma pena. Faz tempo que não me encontro com os brasileiros. Desde 2002. Achei que poderia ser neste ano, mas sobrou “Hazard” pra eles…

-E seu relacionamento anterior? Terminou mal…

-Pois é. Nem se esforçou pra continuar comigo. Foram quatro anos bons. Começou no Brasil, justamente. Mas, na Rússia, me largaram de mão. Voltaram logo pra casa. Não entendi nada…

-Tinha um argentino e um português também pirando em você…

– Então…esse dois já ganharam todas por aí. Principalmente na Espanha. Mas eu sou diferente. Não sei se vai rolar. Depende mais deles do que de mim.

-E a chuva na hora do encontro com o novo affair, no domingo?

-Foi demais. Nunca tinha acontecido comigo antes. Foi mágico, como um belo filme francês, de arte. Serei bem cuidada, tenho certeza. Tem um menino novinho que corre uma barbaridade, outros habilidosos, mas o goleiro….

-E em 2022? Vai usar turbante no Catar?

-Vai ser um calor danado. Tanto que minha trip tá marcada pra novembro/dezembro. Vamos ver o que vai acontecer.

-E até lá?

-O jeito é esperar pela festa, a maior do esporte mundial. Merece um belo troféu…

*Anderson Firmino é jornalista desde 2001. Trabalhou por 12 anos no jornal A Tribuna, de Santos.