Victória Silva
Texto porVictória Silva
Jornalista, 25 anos - Santos

Cachoeira do Melvi: um paraíso pouco conhecido em Praia Grande

Clique aqui e confira também nosso tema da semana

Eu nasci em Santos.

Logo em seguida, fui para São Vicente e, mais ou menos dois anos depois, minha família se mudou para Praia Grande. Há vinte e dois anos na cidade, eu nunca soube da existência de uma cachoeira por aqui. Acredita?

Você também não? Pois então pode continuar a leitura, a Cachoeira do Melvi fica em Praia Grande e é simplesmente um espetáculo da natureza.

Tudo sobre a Cachoeira do Melvi

Como o próprio nome indica, a cachoeira está localizada no Jardim Melvi.

O aceso é bem simples e, para quem sai de Santos, é bem mais perto do que o Poço das Antes – um rolês clássico para quem ama cachoeiras na Baixada Santista. Já que o acesso é gratuito, dá para passar lá e conhecer e, se acaso você preferir, seguir viagem até Mongaguá depois. Só não esquece de agendar no site antes, tá?

juicysantos.com.br - cachoeira do melviImagem: Djane Chiarelli

Eu, particularmente, tenho preferido a cachoeira de Praia Grade desde que a descobri.

~ Sem querer criar rivalidade entre cidades e cachoeiras, tá? ~

Também conhecida como Trilha do Guariúma, a atração faz parte do Parque Estadual Serra do Mar. O mesmo que administra a Estrada Velha de Santos, sabe? Em outras palavras, você pode esperar um passeio com muito contato com a natureza. E pode preparar as pernas, viu? São cerca de 1,7km de trilha em mata preservada para chegar até a primeira cachoeira. Mas uma vez na primeira parada, você vai quer ir até a segunda que fica mais ou menos 5km a frente.

De acordo com a divulgação do parque, em dias de sorte é possível ver vários bichos nesse trajeto.

juicysantos.com.br - cachoeira do melviImagem: Djane Chiarelli

Eu nunca vi. Só os mosquitos que sempre dão boas-vindas aos visitantes. E, já que falamos neles, é bom lembrar: protetor solar é essencial e repelente também vira item de primeira necessidade.

A trilha é extensa, mas o grau de dificuldade, mínimo. O trajeto é praticamente todo plano. Dica: cuidado para não tropeçar em galhos e raízes das árvores. Em menos de uma hora, você já chegou ao destino. E fica se perguntando:

Como eu não conhecia esse lugar?

Eu também me fiz esse questionamento. Depois de uma exclamação de espanto com a beleza do destino tão perto de casa e um passeio tão divertido. Como a trilha é bem sossegada, o passeio é autoguiado. Mas, se você quiser ter a companhia de um guia, vai deixar a caminhada mais completa – com informações sobre a mata e o histórico do parque, que existe desde 1977. Para conseguir um guia, um serviço pago, basta entrar em contato com Associação de Monitores Ambientais através dos telefones: (13) 99751-7077 ou 99640-0167 (ambos WhatsApp).

juicysantos.com.br - cachoeira do melviImagem: Djane Chiarelli

Eu fiz a trilha sem um guia, mas deve ser ainda mais legal. Então fica aí a dica.

Em tempos de pandemia, é um ótimo rolê sem aglomeração. Já que é bem desconhecido da galera da região e, além disso, há controle de entrada no local.

Se você ama tomar banho embaixo da cachoeira, eis aqui uma notícia desanimadora: por lá, é proibido tomar banho na queda d’água. Isso porque a Cachoeira do Melvi fica bem pertinho de um ponto de captação de água da Sabesp.

Pra mim, não fez diferença, mergulhar nos pequenos rios formados pela queda d’água foi uma delícia. E aqui vale dizer: poucas vezes vi água tão cristalina na vida.

Como chegar na Cachoeira do Melvi

Ficou com vontade de ir à Praia Grande conhecer a cachoeira? Então anote: pegue a Av. Wilson de Oliveira, no Jardim Melvi e vá até o final. Lá, você encontrará o Portão Sabesp e também a entrada. O local é aberto para visitação, de terça-feira a domingo, sempre das 9h às 16 horas. A entrada é gratuita, mas você deve agendar a visita no site (clique aqui).

juicysantos.com.br - cachoeira do melviImagem: Djane Chiarelli

O parque tem estacionamento, tá? Então pode ir de carro sem medo de não achar vaga 🙂

Já que estamos falando de um parque ambiental, a estrutura é bem simples. O que quero dizer com isso? Leve no carro tudo o que você pode precisar durante o passeio. Minha dica é: protetor solar e repelente na pele e na mochila que vai com você. Além disso, água e alguma fruta também podem ser necessários.

Se você comer algo com embalagem, tenha bom senso e carregue até a lixeira mais próxima. Só assim a Cachoeira do Melvi vai continuar sendo um paraíso como você viu nas fotos.

Para vestir, opte por um tênis – sim, você vai pra cachoeira de tênis para fazer a trilha de forma segura antes, né? Não esqueça também de uma tolha e óculos do sol. Um celular com bateria para fazer várias fotos também é bem-vindo.