Nathalia Ilovatte
Texto porNathalia Ilovatte
TAGs

tatuagem

Dicas para quem quer fazer uma tatuagem

Se você está sem coragem para fazer uma tatuagem e precisa de umas palavras de estímulo, de um “vai, se joga!”, não é aqui que você vai encontrar. Até porque eu também sou meio bundona pra essas coisas. Antes de fazer a mais recente foram mais de doze meses confabulando sobre o desenho, a cor, o lugar e todo o universo da tatuagem. E, na hora de aprovar o desenho, eu ainda hiperventilei me questionando se eu queria mesmo, se ia ficar bom, se eu não ia querer tirar depois. Me senti às vésperas do casamento.

Mas penso eu que tatuagem deve ser tratada desse jeito, mesmo. Porque, embora esse seja um argumento clichê, moda passa e tatuagem fica lá pra sempre, além de precisar de retoque e deformar junto com o seu corpo, caso você fique cheio de pelancas – e todo mundo fica um dia. Então, para fazer uma tattoo precisa gostar muito e, mais que isso, estar certo de que, mesmo que você mude e que aquela arte deixe de ser muito importante na sua vida, você vai sempre ter respeito pelo seu passado e não tentar renegá-lo apagando a tatuagem e zoando a pele toda.

Não economize
Mas se você já tem toda essa convicção, aí sim eu posso dizer “se joga!”. De corpo, alma e conta bancária, porque é preciso tirar o escorpião do bolso e se preparar para investir. Balas Juquinha são baratas, tatuagens bonitas não são: as mais detalhadas podem custar bem mais de R$1000.  E nada de se tatuar no açougue para economizar. Depois sai aquela coisa torna com contorno grosso e pintura de aluno do maternal e eu quero ver alguém conseguir arrumar o desastre.

Encontre o tatuador ideal


Depois de decidido o desenho, encontre um estúdio bem decente e um ótimo profissional. Mediano não serve. É preciso ver os trabalhos do cara (ou da menina), perceber se ele manda bem no estilo da tatuagem escolhida, se o estúdio tem alvará, se o material é esterilizado e descartável e se o seu santo bateu com o do tatuador. Ele vai ficar debruçado em cima de você durante um bom tempo e, se você não for com a cara dele, tudo vai ficar mais doloroso.

Um bom tatuador
O jeito mais fácil de encurtar o caminho entre você e o tatuador certo é pedir indicação para os amigos tatuados. Eu não sou cheia de tatuagens, mas não tenho dúvidas de que posso indicar o Xulico da Náutica Tattoo (todos os trabalhos acima são dele). Recentemente, eu decidi fazer uma que só existia na minha cabeça. Revirei o Google e não achei o desenho ideal, então fui à Náutica com a cara e a coragem contar o que eu queria, na esperança de alguém conseguir me ajudar. Quem apareceu para falar comigo foi o Xulico, que disse que tinha um monte de fotos de tattoos no estilo que eu queria para usar como referência e que criaria um desenho para mim.

Além da arte ter ficado incrível, o tatuador foi super paciente, bem humorado e bonzinho. A tatuagem era trabalhosa e levou cerca de três horas para ser feita. Se ele fosse um mala, seriam três horas insuportáveis, porque o processo foi meio doloroso.

Então, para quem quer fazer uma tatuagem e procura indicação de tatuador, fica a dica do Xulico da Náutica Tattoo. Ele manja do assunto, gosta do que faz e é bem gente boa, além do estúdio ser limpo, organizado e seguir todas as normas de segurança e higiene.

UPDATE: o profissional Xulico tem um estúdio próprio na Av Alexandre Martins, 3 loja 10, embaixo do edifício Ilhas do Sul.

A Náutica Tattoo fica no piso térreo do Shopping Praiamar, loja 140, perto dos banheiros, da Polishop e da loja da Oi.