Flávia Saad
Texto porFlávia Saad
37 anos - Santos (SP)

Poetisa, pioneira da web e empresária: a história de Helena Fraga

Conheci pessoalmente Helena Fraga em um fim de tarde daqueles bem coloridos no Centro Português da Rua Amador Bueno. Um local cheio de histórias, como a própria Helena.

Nosso papo sobre suas origens, sua vida, seus amores e suas poesias fluíram tão suavemente quanto o pôr-do-sol daquele dia.

Embora a conversa tivesse como tema central o lançamento do seu novo livro, Hoje e Sempre, fiquei curiosa para saber como Helena divide suas horas entre o ofício literário e o negócio da família. Diga-se de passagem, em um segmento super restrito para mulheres: o de manutenção automotiva.

www.juicysantos.com.br - helena fraga

Helena escreve desde os 13 anos. Formou-se em Jornalismo por imaginar que, nessa profissão, os textos seriam sua ferramenta de trabalho. Porém os caminhos a levaram para uma outra trajetória – igualmente desejada. Ela sempre sonhara em trabalhar na empresa familiar de manutenção e peças para veículos automotores.

Pois ela foi, destemida, em plenos anos 80, encarar o desafio. E era nas páginas dos cadernos que Helena desaguava as tensões do dia a dia.

Nos anos 90, quando adotou seu primeiro filho, comprou também o primeiro computador e se tornou uma pioneira da web literária no Brasil. Aprendeu a programar em HTML sozinha e por conta própria e colocou o Poetando no ar em 1996.

“Minha cabeça não para. Nessa época, eu escrevia todas as noites. Tudo o que um blogueiro faz hoje eu já fazia naquela época. Mas nunca sonhei em viver disso. O que eu quero é que as pessoas me leiam”, conta Helena.

O reencontro com a escrita aconteceu devagar, sem muita pressa. Mesmo assim, a autora é prolífica e sempre autêntica.

“Escrevo o que eu sinto. E, aos 50 anos, me dei conta de que a felicidade era pra mim”, explica, sobre o primeiro livro de poemas, Ser Feliz é uma Escolha, publicado em 2017 de forma independente pela Delicatta.

www.juicysantos.com.br - helena fraga

Hoje e Sempre, uma homenagem de Helena ao seu grande amor

O novo livro de poemas de Helena se chama Hoje e Sempre. Lançada no início de junho, a obra é uma declaração de amor ao marido que faleceu quando ela era jovem.

E ela não poupa os sentimentos em seus novos escritos. Dor, saudade e intimidade passeiam pelas páginas com muita sinceridade e de forma totalmente consciente.

O livro passa a limpo seus sentimentos e reafirma o sentido da vida para Helena.

Dividido em pequenos episódios, tal como a nossa vida, retrata reflexões que falam das dores da alma, dos momentos em que a solidão preenche os espaços e da saudade que transforma um instante em eternidade. Também aborda o lado bom dos nossos dias e as pequenas felicidades.

Leia um trecho de Silêncio, de Helena Fraga

Tanto tempo me obriguei a não pensar em ti…

Virei pedra…

Não importa que nossos corpos não possam se tocar…

Não importa que meus olhos humanos não possam te ver…

Mas…

Sei que posso fechar os olhos e saber que podes me ouvir…

www.juicysantos.com.br - helena fraga

“É uma coletânea de poesias que falam de amor, solidão, saudade, vida, reconstrução… E, principalmente, de que apenas um motor nos conduz a nós mesmos: o amor! Em um mundo tão repleto de fake news, desigualdade e falta de delicadeza, acreditar no amor parece uma utopia, mas, em minha visão, é o único caminho possível para mudar o mundo, começando pelo nosso mundo interior”, define Helena.

Hoje e Sempre (R$ 40) está à venda na Livraria Nobel Santos (Shopping Parque Balneário), no Monumento Shopping Car & Motos (Praça da Bandeira, 80, São Vicente), no site Helena Fraga e da Editora Delicatta.