21/11/2018 Por Flávia Saad LGBTTQ+, Música

A resistência e a luta de Silvino pela diversidade em Manifesto Húmus

Os tempos parecem terríveis e temíveis.

E a arte será, mais uma vez, nossa ferramenta de sobrevivência.

Por isso, é lindo de ver artistas de Santos como Silvino mostrando que, sim, vai ter resistência. E vai ter revolução. Tudo por meio do amor e da empatia.

www.juicysantos.com.br - silvino

Silvino acaba de lançar o Manifesto Húmus, um trabalho que aborda a ausência do debate sobre respeito aos LGBTIs na Base Nacional Comum Curricular (BNCC) e conta com a participação das Mães Pela Diversidade.

Já estamos de olho nela desde o ano passado, quando seu EP de estreia arrancou elogios até de Elza Soares e também se destacou entre as milhões de canções disponíveis nas plataformas de streaming. O single Olhos Amarelos trouxe a revelação de que a artista não binária é HIV positivo.

Em 2018, rolou um single intenso sobre depressão e, agora, Húmus traz uma temática igualmente forte em uma embalagem contundente.

Documento visual

O novo vídeo de Silvino utiliza um memorial LGBTI elaborado no Centro de Santos pelo artista visual Fernando Gois.

Nele, há nomes de mais de 300 LGBTIs executadas no Brasil, segundo dados da Associação Nacional de Travestis e Transexuais (ANTRA) e do Grupo Gay da Bahia. Aparecem, ainda, caricaturas de militantes históricas dos movimentos LGBTI e negro, como Audre Lorde e Marsha P. Johnson. E também de Herbert Daniel, militante LGBTI e dos direitos das pessoas vivendo com HIV/Aids no Brasil.

www.juicysantos.com.br - siilvino

“Procuramos dados de recortes de raça das execuções de LGBTI no Brasil e não encontramos. Trazer Audre e Marsha no vídeo é apontar esta intersecção, assim como ter Herbert Daniel vestindo uma faixa presidencial é dizer sim ao SUS. É dizer sim a manutenção do tratamento gratuito e universal das pessoas vivendo com HIV/Aids no Brasil”, afirma Silvino.

Embora trate de uma temática pesada, a canção celebra a vida e os corpos das pessoas que “existem e resistem às opressões por conta de suas identidades de gênero e orientações sexuais”.

A produção é da Dois Pontos Filmes, com direção de Thiago Felix (que assinou, com Linn da Quebrada, o clipe Enviadescer. A direção de arte é de Hugo Vicente.

O vídeo está no ar graças a uma campanha de crowdfunding, que teve 33 contribuições.

Nós, aqui no Juicy Santos, adoramos a faixa e estamos orgulhosas de testemunhar o florescer dessa artista aqui na região.

www.juicysantos.com.br - manifesto húmus silvino

Então dê o play e curta a nova música de Silvino

Share Button