Parque Tecnológico de Santos

Ludmilla Rossi

06 de janeiro de 2014

Ludmilla Rossi

Veja o perfil completo >

Se você trabalha ou pretende trabalhar na área de inovação e tecnologia, é bem possível que fique feliz com essa notícia. Santos (finalmente) se prepara para criar uma infraestrutura e vantagens que atendam profissionais deste segmento: está em andamento o projeto do Parque Tecnológico de Santos. Para elaborar esse post participamos de alguns eventos e uma reunião com alguns dos responsáveis.

Tomamos esse cuidado pois a conversa sobre o Parque Tecnológico de Santos já acontece há bastante tempo. E dessa vez parece que as coisas estão acontecendo para valer, o que é ótimo. O site da Prefeitura Municipal de Santos define o parque dessa forma: ”…criado para atrair investimentos, gerar empregos e promover a inclusão social por meio da união entre pesquisa e setor produtivo”.

Para que tudo isso acontecesse, a cronologia foi a seguinte:

  • Lei Complementar nº 736, de 07/10/2011 autoriza o poder executivo a instituir a FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DE SANTOS, entidade de direito público, gestora do Parque;
  • Decreto nº 6.072, de 10/02/2012 aprova o estatuto social da Fundação Parque Tecnológico de Santos;
  • Decreto nº 6.286, de 20/12/2012 delimita as áreas de abrangência do Parque Tecnológico de Santos (falaremos da área de abrangência no decorrer deste post);
  • Resolução SDECT nº 14, de 20/12/2012, credencia, em caráter definitivo, o Parque Tecnológico de Santos no Sistema Paulista de Parques Tecnológicos – SPTec.

No Brasil temos uma porção de parques tecnológicos em funcionamento. Talvez o mais ilustre e com números expressivos seja o Porto Digital de Recife (mais infos aqui).

parque-tecnologico-de-santos-logo

A área de abrangência (imagens abaixo) é distribuída em bairros da cidade, também contemplando o desenvolvimento imobiliário. Sobre essa questão há um fato curioso: existem algumas empresas de tecnologia que “por acaso” estão instaladas em Santos mas já romperam a barreira regional há muito tempo. Como dois grandes exemplos podemos citar o Vagalume (um dos maiores sites do país), a E-mídia (responsável pelos portais Cybercook e VilaMulher) além de outras como Age Technology, Tuilux, Mkt Virtual, Litoral Press, entre outras.

O fato curioso é que nenhuma dessas empresas está instalada na área delimitada para os benefícios do Parque Tecnológico de Santos, ou seja, para que efetivamente exista um fortalecimento do segmento por aqui esses empreendedores precisariam mudar sua infra-estrutura para a área do parque, OU a FPTS planejar outras possibilidades para que essas empresas participem de alguma forma alternativa.

De fato a área de abrangência está concentrada no centro histórico que possui boa vacância. Atualmente dá para visualizar lajes inteiras com placa de aluga-se e opções de imóveis com boa metragem quadrada disponível. A distribuição da área do PTS também foi peculiar por aqui: como não há disponibilidade de terrenos na cidade o parque não é concentrado em apenas um local, e sim em vários bairros, incluindo a área continental. Curiosidade: para a constituição de um parque tecnológico são necessários 200.000 m².

 

Área de abrangência do Parque Tecnológico de Santos

Área insular

parque-tecnologico-de-santos-area

Área continental

parque-tecnologico-de-santos-area-continental

 

O Programa de Incentivo ao Parque Tecnológico de Santos visa atrair, estimular e fortalecer os seguintes empreendimentos:

  • Agências de Inovação e Competitividade;
  • Instituição Científica e Tecnológica;
  • Empresas com Atividade de Inovação ou Núcleos de Inovação Tecnológica;
  • Centros e Laboratórios de Pesquisa Científica e Tecnológica e/ou Desenvolvimento Tecnológico.

 

E os benefícios para quem se instalar por lá?

Benefícios fiscais

  • isenção do IPTU;
  • isenção de ISSQN;
  • isenção de ITBI;
  • isenção da Taxa de Licença de Localização e Funcionamento;
  • isenção da Taxa de Aprovação de Projetos.

Condições

- nos primeiros 5 (cinco) anos de concessão, serão de 100%
- escalonada do 6º ao 10º ano, em função de:
1) Quantidade de Empregos Gerados
2) Crescimento no faturamento

Onde ficará o Parque Tecnológico de Santos?

A central do Parque Tecnológico de Santos ficará no terreno do antigo Colégio Santista, na rua Constituição esquina com a rua Henrique Porchat. Terá sua área total de 7.500 m², 2 mezaninos para estacionamento com 66 vagas, pavimento de auditório com 670 m² com terraço para convivência, laboratórios, Incubadora e a sede da FUNDAÇÃO PARQUE TECNOLÓGICO DE SANTOS.

Benefícios arquitetônicos:
Captação de água de chuva para reuso
Captação de energia solar
Iluminação natural
Área de convivência
Atrium para eventos
Circulação do ar com economia energética

nucleo-do-parque

 

projeto-arquitetonico-parque-tecnologico-de-santos

 

Torcemos muito para que esse projeto não demore muito e consiga ter sucesso na missão de criar uma cidade menos dependente de recursos esgotáveis e mais ligada à indústrias de criatividade, inovação e valorização intelectual.

Você concorda?